A Manuela não Quer Fusões de Serviços por causa do custo do Papel

 

            A Manuela Ferreira Leite raramente tem alguma ideia positiva, mas no passado falava como fala o Passos hoje em reduzir o número de serviços do Estado. Emagrecer a burocracia.

            Mas não, ela falava, mas, afinal, é contra e acha que o projeto de fundir a Direção Geral das Alfândegas com as Direções-Gerais dos Impostos é mau, como escreveu num pequeno texto no Expresso Economia.

            Ela acha que se vai gastar muito dinheiro em novos impressos e que haverá problemas com o facto de uns funcionários ganharem mais que outros, etc.

            A Dona Manuela não trabalha em empresas e não sabe que hoje a maior parte do comércio externo português (importação e exportação) é feitos com países da União Europeia. Até muitos produtos chineses, japoneses, indianos vêm da Holanda, Luxemburgo, Alemanha, etc. onde estão as organizações que fazem a redistribuição desses produtos para toda a Europa.

            Por isso, o trabalho das alfândegas é pouco e muitos funcionários que passaram à reforma não foram substituídos, além de terem sido fechados grandes instalações alfandegárias como as de Alverca e outras. De vez em quando aparecem alguns contentores e à Trafaria vem um barco carregado de cereais, óleo de girassol, soja, etc. Por isso acho bem que alfândegas e impostos estejam juntas para saber quanto é que a empresa Sovena, por exemplo, dirigida pelo Catroga, paga pelo óleo de girassol que importa da Argentina, mas que pode vir faturado pela empresa XPTO das Ilhas Virgens.

            O IVA na importação é pago quando da liquidação da fatura ao fornecedor e na exportação não há IVA, mas o valor da fatura pode ser aldrabado para pagar menos IVA (7%) , redução, ou menos IRC, aumentada a fatura, pois o IRC é de 27%, pelo que pode interessar colocar uma parte do valor faturado nas Ilhas Virgens. Assim, é bom que alfândegas e fisco sejam uma única organização para terem uma melhor visão das possíveis aldrabices que as grandes empresas fazem.

            Acrescente-se que uma parte cada vez maior dos contentores desembarcados em Sines seguem para Espanha sem tramitação alfandegária portuguesa. Apenas é colocado um selo para ser aberto por uma alfândega espanhola.

            Enfim, os economistas políticos, como de costume, não percebem nada de economia. Eu não queria a Dona Manuela para gerir qualquer atividade comercial em termos de negócios internacionais.

            Ela representa bem o PSD. Quer reformas do Estado, mas é contra qualquer uma. Até falou na sinalética da nova organização.

            Assim, não vamos a parte alguma.

            Sócrates já foi criticado por ter estado a extinguir dezenas de serviços que já estavam extintos ou limitados a quase nada e é verdade. Falta mesmo é mexer no miolo do Estado e fundir grandes serviços, pois o que está faz falta, apesar de poder ser reorganizado com menos chefias, menos gabinetes e menos carros por conta e é isso que está a ser feito, mas que os estúpidos não querem ver.



Publicado por DD às 20:19 de 19.02.11 | link do post | comentar |

1 comentário:
De Jose a 20 de Fevereiro de 2011 às 12:28
Santa ignorância...

O autor deste blog Nao faz a minima ideia do que se faz na DGAIEC.... 30% das receitas do OE são oriundas do trabalho das alfandegas...

O problema é que toda a gente pensa que pode ter opiniao sobre tudo...

santa ignorância....


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO