Telheiras fica no Lumiar

            Na reunião da Assembleia de Freguesia do Lumiar da passada quinta-feira 10, foi posta à votação a possibilidade de o bairro de Telheiras se tornar numa nova freguesia separada do Lumiar.

            A proposta partiu de um elemento do PS e tinha algum sentido, pois Telheiras é um bairro com características muito próprias, mas em compensação o Lumiar ficaria reduzido às zonas da Quinta do Lambert, Alta de Lisboa e Quinta das Mouras com mais um pouco do Lumiar velho e Alameda das Linhas de Torres.

            A bancada do PS tinha liberdade de voto, pelo que eu e outros camaradas votámos contra tal como o PSD e o CDS. Apenas o único representante do BE e a única do PCP votaram a favor, pois para esses partidos nada como algo para gastar mais dinheiro.

            A proposta foi chumbada pela Assembleia e ficou de pé o acordo já votado na Assembleia Municipal entre o PS e o PSD que reduziu o número de freguesias de 53 para 24. Ainda são muitas, mas sempre é melhor que nada e esperemos que seja o arranque para uma ampla reforma administrativa de todo o País que aponte para redução de concelhos e freguesias e novas unidades administrativas em locais em que a população cresceu muito.

            A redução do número de freguesias e do número de administrações, institutos, missões, empresas municipais, etc. é indispensável para acomodar as despesas do Estado na sua globalidade às receitas obtidas pelos impostos, sem esmagar o contribuinte. Claro, isso não terá um efeito positivo nos postos de trabalho, mas não há futuro para um país de défices que se alimenta de dinheiro emprestado e o empobrecimento dos contribuintes conduz igualmente à redução dos postos de trabalho.



Publicado por DD às 18:09 de 13.03.11 | link do post | comentar |

8 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 14 de Março de 2011 às 10:27
«Engraçado» reparar como de repente o Luminária se transforma em Lumiar.
Se reduz de um blog de dimensão nacional e de pensamento político nacional e global a um blog de bairro.
Não que isso tenha algum mal. Mas´é «engraçado» de notar... Mas como sempre disse aos meus filhos, a vida não é só mal e bem. É muito mais que isso.
Mas quando digo «engraçado» é no sentido de refletir sobre se o Luminária teria a projecção que tem entre postantes, comentadores e visitantes, se de repente «todos» os posts começassem a ter uma dimensão local e pontual...
Um escrevia sobre o «café queimado» da Falagueira ou os «buracos» na R. Dona Maria onde mora. e que já o tinham feito tropeçar duas vezes nesta semana... Ou sobre as couves que queimaram devido à geada na horta de Loures onde moram...
Nada tenho contra estes posts «menores» mas estes tiram a dimensão maior de «espaço plural de opinião política» ao blog Luminária que o distinguia de um outro anterior, esse sim local, de onde alguns que aqui escrevem, têm origem... Esqueceram que estão no Luminária e não no PS do Lumiar?
Faz-me pensar que se não serão só formas de «fugir» ao que é realmente importante ao país e ao mundo... É que arriscam-se a que comecem a haver postantes e comentários ao «cão», ao «filho e à sogra» que vai lá a casa, ou à «querida júlia» que está tão bem para a idade...
Desculpem-me este reparo, mas também me apeteceu fazê-lo...


De Zurc a 14 de Março de 2011 às 12:42
Subscrevo na integra. Efectivamente pelo que aqui tenho visto e lido, sejam ou não os seus responsáveis originários do referido anterior blog, o LUMINÁRIA parece-me muito mais abrangente e livre.
O estranho (será que é?) é o facto do tal referido blog ter morrido. Se fosse só isso a morrer não viria daí mal ao mundo o grave é terem morrido, T
também , outras coisas.


De Zé T. a 14 de Março de 2011 às 15:26
O Luminária tem como objecto a globalidade de abrangência de temas «Políticos», aos vários níveis (local, concelhio, ...nacional, internacional) embora, na prática, tenha recebido mais abordagens ao nível 'nacional', de interesse a qualquer visitante ;

embora o tratamento/postagem de temas locais (do Lumiar, ... - e o Luminária não é o ''PSLumiar'', de todo ! nem do PS nem do Lumiar ...) possa limitar o interesse de visitantes de outras áreas, os temas 'políticos locais' não devem ser ''impedidos'' mas também não devem ser predominantes... - haja bom senso.

Pessoalmente, gostei de conhecer por esta via alguns aspectos/problemas locais ... mas por vezes há alguns exageros.


De Melhorar a eficacia de meios a 13 de Março de 2011 às 22:49
No sentido de concentração de meios, capacidades e competências das freguesias ao mesmo tempo que se deseja a descentralização de competências e meios agora da responsabilidade do município as quais passarão para as freguesias e desta feita de modo próprio e não através dos protocolos.
A Ameixoeira e a Charneca passarão a constituir uma só freguesia.
Assim se libertarão as freguesias da tutela administrativa directa do município passando a ter nos termos da lei competências proprias.


De Freguesia à medida? a 13 de Março de 2011 às 22:36
Provavelmente o elemento do PS que fez a prostra andará à procura de uma freguesia para o seu umbigo?
Como não ganhou nem vê que algum dia possa vir a ganhar o Lumiar seria oportuno arranjar uma freguesia nova que lhe pudesse satisfazer o seu egocentrismo.
Enquanto certos militantes continuarem a usar os partidos como meio de arranjar empregos isto continuará a afundar-se arrastando os partidos e o próprio sistema democratico.


De Estranho a 13 de Março de 2011 às 19:23
O texto diz:

“A proposta partiu de um elemento do PS e tinha algum sentido…”...mais afrente refere … “Apenas o único representante do BE e a única do PCP votaram a favor, pois para esses partidos nada como algo para gastar mais dinheiro.”

• O elemento do PS, que faz a proposta votou contra?
• Por fazer sentido ouve liberdade de voto!

Da mesma maneira que faz algum sentido o elemento do PS considerar essa possibilidade, e estou a utilizar a suas palavras, outros com os elementos seja de bancada for neste caso o BE ou PCP ou tem o mesmo direito.

Então faz ou não sentido?

O que não faz sentido é cair numa partidarite balofa!


De Estranho a 13 de Março de 2011 às 22:21
O texto diz:

“A proposta partiu de um elemento do PS e tinha algum sentido…”...mais afrente refere … “Apenas o único representante do BE e a única do PCP votaram a favor, pois para esses partidos nada como algo para gastar mais dinheiro.”

• O elemento do PS, que faz a proposta votou contra?
• Por fazer sentido houve liberdade de voto, certo ?

Da mesma maneira que faz algum sentido o elemento do PS considerar essa possibilidade, e estou a utilizar a suas palavras, outros com os elementos da bancada , neste caso só BE ou PCP, tem o mesmo direito.

Então faz ou não sentido?

O que não faz sentido é cair numa partidarite balofa!



De DD a 13 de Março de 2011 às 23:23
Claro, o elemento do PS que fez a proposta votou a favor mais outros dois militantes do PS.
O que queria dizer sem uma explicação cxorrecta é que fora do PS apenas os dois elementos do BE e PCP votaram a favor.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO