3 comentários:
De o mentiroso e o coxo a 22 de Março de 2011 às 10:42
Tanto mais que, durante a campanha eleitoral para a Presidência, prometeu exercer uma magistratura de influência activa.

No meu modesto entender, diz Mário Soares, só uma pessoa, neste momento, tem possibilidade de intervir, ser ouvido e impedir a catástrofe anunciada: o Senhor Presidente da República. Tem ainda um ou dois dias para intervir. Conhece bem a realidade nacional e europeia e, ainda por cima, é economista. Por isso, não pode - nem deve - sacudir a água do capote e deixar correr. Como se não pudesse intervir no Parlamento - enviando uma mensagem ou chamando os partidos a Belém - quando estão em jogo, talvez como nunca, "os superiores interesses nacionais". . Não pode assim permitir, sem que se oiça a sua voz, que os partidos reclamem insensatamente eleições, que paralisarão, nos próximos dois meses cruciais, a vida nacional, em perigo iminente de bancarrota.

Se duvidas houvessem , ficava claro que se apanha mais rápido um mentiroso que um coxo.


De Mário Soares a 22 de Março de 2011 às 10:19
Mário Soares faz "apelo angustiado" a Cavaco para evitar eleições
O ex-presidente da República Mário Soares faz, esta terça-feira, um "apelo angustiado" a Cavaco Silva para "não sacudir a água do capote" e intervir, criticando o silêncio presidencial quando "os partidos reclamam insensatamente eleições".
A "angústia" de Mário Soares está expressa num artigo de opinião publicado na edição do Diário de Notícias desta terça-feira.


De «PortuMall, SA» em Liquidação Final. a 22 de Março de 2011 às 09:24
Estamos na bancarrota ... .
PSD e PS transformaram este país num «Portu-mall, SA», um hipermercado com diversões para políticos profissionais e barões associados, enquanto a populaça se alienou nas telenovelas, futebois e jogos de computador...
deram-nos cabo das pescas da agricultura e da industria, ... para sermos o relax e bordel dos endinheirados ...

Agora vem o representante/mensageiro dos grandes barões dizer-nos que a Austeridade /aperto do cinto ainda não é suficiente e
- temos de vender/privatizar tudo o que é Público por tuta e meia
- temos de aceitar trabalhar mais por menos dinheiro (e até trabalhar sem ganhar, como escravos),
- temos de sofrer mais impostos (IRS, IMI, IVA, ...taxas municipais, subidas das multas, das comissões e da papelada...)
- temos de aceitar cortes no salário, perder subsídio de férias e de natal, e de desemprego ...
- grande parte dos trabalhadores da Adm. Pública têm de ser despedidos, ... e os que restarem receberão títulos em vez de dinheiro.

- ainda não sentiram o aproximar do TSUNAMi ?!! ...
o aumento de armas e de roubos, assaltos e fugas sem pagar (nas gasolineiras, nos supermercados, nas lojas, nos transportes, ...)
o aumento da violência doméstica, da violência nas escolas, do assédio nos locais de trabalho, ...?!!

continuem neste sentido (ou falta dele) e o ''dito de Otelo'' ainda se concretizará !
e im ser despedidos


Comentar post