Sócrates, o argumento

Era o argumento de que o homem de Boliqueime estava à espera. Tinha feito, ainda que metaforicamente, vários avisos à navegação socialista que, embriagada com as loas governativas, não quis, não soube ou não pode dar atenção. Resultado está aí sobre os ombros de todos nós contribuintes que também, de certa forma somos co-responsáveis por tais desideratos.

O Dr. Mário Soares, com a atitude que assumiu em torno das eleições, cujo resultado permitiu o regresso do Sr. “acabado Silva”, não pudera deixar de fazer a sua penitência e reconhecer os seus pecados, ainda que isso de nada sirva para corrigir tais erros adiantará enquanto catarse para a mudança de comportamentos futuros.

Ele, o argumento, omnipotente, deu-lhe na veneta de não dar cavaco a ninguém, cá dentro, (se é que isso adiantasse alguma coisa!) foi-se, de pasta e papeis na mão, a despacho em Bruxelas, junto de uma chanceler que nem sequer é pertença da sua família política mas que é quem manda, nas actuais circunstâncias eurocêntricas alemãs.

Não nos admiremos que o argumento venha a ser o mesmo que o utilizado pelo sr. Silva para derrubar o governo de que igualmente o povo se vai socorrer para atribuir a responsabilidade, ao Partido socialista, para formar o próximo. É que, pelo que se começa a ouvir, o PSD além da sua mal disfarçada hipocrisia, também, começa a mostrar a sua real razão de ter provocado eleições antecipadas, o assalto ao poder sem nenhuma solução que o PS não tivesse já apontado.

Para que tal desiderato aconteça (os socialistas voltarem a ganhar as eleições) basta tão-somente que o PS tenha aprendido a lição e dê mostras de alguma regeneração de atitudes associada à necessária dinamização interna, separando as águas da responsabilidade governativa, da responsabilidade legislativa da Assembleia da república e da acção própria partidária na qual deverá envolver, de forma profícua e continuada, os seus militantes.

Iremos ver esta evolução de comportamentos e atitudes democráticas ou continuaremos a ser cegos?

 

PS

Os socialistas são, hoje e amanhã, chamados a eleições internas para, em sufrágio directo e universal, elegerem os delegados ao congresso e o respectivo secretário-geral.

Ao lugar de liderança, como é do conhecimento público, concorrem três militantes mas, como é sabido de antemão, dois deles já estão, considerando, também, a desigualdade de armas, marcados com a cruz necrológica que irá ficar registada nos anais partidários.

Quanto ao congresso propriamente dito constituirá, como sempre, mais uma passerelle de vaidades sem que, realmente, se debata o partido e a falta de democracia interna ou a correcção de atitudes desviantes aos princípios da ética, do rigor e da transparência democráticas inclusivé a possibilidade de os militantes poderem votar as/os cabeças de listas para os diferentes actos eleitorais aos diversos níveis e cargos publicos. Nas presentes circunstâncias, com alguma justificação, acresce o facto da urgente necessidade de debater a crise do país e a concomitante preparação da luta eleitoral legislativa.

É uma justificação atendível mas que os congressistas não devem deixar passar em claro aprovando em congresso que, uma vez concluído o processo legislativo, a partir de Junho, o partido deverá entrar em serio e conclusivo debate interno analisando toda a estrutura, desde a secções de residência, temáticas e sectoriais até ao papel do Secretário-Geral e as diversas formas do partido e seus militantes se relacionarem com a sociedade e com os diferentes poderes publicos, nomeadamente na forma como os respectivos cargos devem ser exercidos.



Publicado por Zé Pessoa às 13:04 de 25.03.11 | link do post | comentar |

3 comentários:
De Correcção a 25 de Março de 2011 às 22:54
Há uma correcção a fazer. certamente foi por lapso que referiu serem três os candidatos quando na verdade são quatro, a saber: José Sócrates, Fonseca Ferreira, António Brotas e Jacinto Serrão .
Quanto ao resto concordo, quase na integra, com o referido no post .


De Pela revitalização do partido a 25 de Março de 2011 às 22:21
A Secção do Lumiar, Ameixoeira e Charneca poderá ser uma a dar o pontapé de saída para essa reflexão dado que vai ter eleição do seu secretariado e estão presentes a votos duas listas. Cabe aos militantes assumirem a mudança e votar em alternativa à continuidade que colocou a secção numa situação moribunda


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 25 de Março de 2011 às 15:59
Quer apostar que a «carneirada» vai continuar a manter o homem no poder, na esperança de poderem continuar a terem o melhor pasto para pastarem...

Recebi um email com o aviso de uma manifestação para a av. da liberdade patrocionada pelo «boys do PS à rasca por ficarem sem tacho» e isso preocupou-me imenso pois para o mesmo dia está também marcada uma outra manif pelos«boys do PSD à espera de vaga»...


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO