Vitória Esmagadora de Sócrates a líder do PS e dos delegados apiantes

 

 

Na Secção do Lumiar, Ameixoeira e Charneca, o camarada Sócrates obteve uma vitória esmagadora por 84% dos votos expressos.

A Lista dos Delegados ao Congresso venceu igualmente pela mesma percentagem, fazendo eleger os quatro delegados a que a secção tinha direito.

Assim, foram eleitos os seguintes camaradas:

Patrocínia Vale César

Dieter Dellinger

Isabel Cabaço Antunes

Albernoz.

 

 

Não se tratou de uma lista organizada pelo aparelho do partido, mas simplesmente  por aqueles quatro delegados que resolveram entre si apresentarem-se às eleições, apoiando a Moção de José Sócrates.

 

 

Houve outra lista que apoiava o camarada Fonseca Ferreira, também candidato a secretário-geral do partido que obteve 9 novos, pelo não elegeu nenhum delegado.

 

O camarada Brotas não teve uma lista de delegados a acompanhá-lo e conseguiu um voto na secção, enquanto o candidato madeirense Jacinto Serrão não viu nenhuma cruz nalgum boletim de voto.

 

Dado que a secção tem numerosos militantes, que não são mais nem menos que os quatro militantes eleitos pois enquanto socialistas somos todos iguais, podiam ser apresentadas outras listas, a apoiar qualquer das Moções dos candidatos a secretário-geral. Assim, os estatutos não impedem que, por exemplo, haja mais que uma lista apoiante de Sócrates.

 

Não venham pois falar no aparelho do partido pois parece-me que nenhum dos eleitos pertence a qualquer órgão do partido e se pertencesse não teria perdido por isso o direito a candidatar-se a delegado ao Congresso.

 

Na próxima quinta-feira há eleições para a direção da secção. Apareçam e votem para evidenciar o caráter democrático do PS.



Publicado por DD às 18:00 de 26.03.11 | link do post | comentar |

18 comentários:
De delegados apiantes a 1 de Abril de 2011 às 10:56
Apiam, Apiam...


De Urge esclarecer a 30 de Março de 2011 às 15:43
Além de tudo o que foi escrito outra coisa mais profunda, no que a este blogue, LUMINÁRIA, diz respeito, atento o seu editorial a quando da respectiva criação, e que julgo saber não poder nem dever confundir-se com um outro anteriormente existente e que dava pelo nome de "PSLumiar" com forte ligação à respectiva estrutiura partidária.

DD parece confundir(?) um com o outro ou serei eu, assiduo leitor, que estarei confundido?

Alguem me poderá esclarecer sff?


De Moderação a 30 de Março de 2011 às 16:37

Embora a caixa de comentários seja LIVRE, o colectivo que criou este blog estabeleceu regras/editorial, devendo os postantes, pelo seu estatuto e permissão, ser exigentes também consigo próprios ... (até por vários terem vindo de um outro blogue partidariamente identificado e que voluntariamente suspenderam).

Este é um blogue colectivo de POLÍTICA ... mas NÃO É órgão oficial ou oficioso de qualquer partido, secção partidária, lista partidária ou candidatura partidária a quaisquer eleições ...

Informar ou comentar factos, medidas ou eventos políticos, sobre personalidades ou órgãos políticos e partidários ... fazer escolhas ou dar preferência a certos temas ou artigos (originais ou copiados) está no âmbito (editorial) deste blogue.

Mas, fazer CAMPANHA partidária (ou Comercial ou outra) NÃO... isso ultrapassa os limites deste blogue ... tal deve ser reservado para blogues pessoais ou institucionais dos respectivos partidos ou seus órgãos.


De Zé T. a 30 de Março de 2011 às 17:12
- será que há tentativas de manipular o blog e identificá-lo com desterminada facção, lista ou partido ?

. A ÉTICA, entre o COLECTIVO e o INDIVIDUAL

Lembro-me de um episódio aqui no Luminária em que um dos bloggers 'acusou' outros/ discordou da colocação de uma imagem/símbolo com determinada legenda na coluna da direita
(o que pressupõe a concordância/ anuência do colectivo de bloggers, porque passa a ser uma imagem do colectivo),
com a qual não se identificava.

A visada imagem/símbolo foi daí retirada pelos administradores e (mais tarde) apareceu num post dum dos bloggers, assumindo assim um carácter de 'apropriação individualizada'/ de assumida responsabilidade pessoal, mas não de partilha colectiva, não do blog.

Este procedimento parece-me correcto para a gestão de sensibilidades e opções políticas/ partidárias/ cívicas/ filosóficas/... entre um colectivo com o seu denominador comum mas que também as suas diferenças.

A ética é uma prática e as linhas divisórias do ''deve''/ não deve'' por vezes são difíceis de traçar, porque são ténues e dinámicas ... mas existem, e os cidadãos democratas devem viver com elas ... e com isso reforçar a sua comunidade.


De Zé T. a 28 de Março de 2011 às 11:27
......Contributo para a análise das eleições internas:

56 votantes em 300 'militantes' da Secção, com 46 na lista A (Sócrates) e 9 na lista D (Fonseca Ferreira): lista A ganha com cerca de 15% de votos dos militantes !! Esmagador ?? !!! ... sim, é pesado o fardo dos mortos-vivos e abstencionistas ...

Mas ''esmaga'' com cerca de 83% dos votos expressos na secção !!
Sim, mas sendo que a nível nacional Sócrates ganhou com 93,3% dos votos expressos ... isso quer dizer que nesta Secção há um saldo positivo, de ''leveza '', de 10% !! ... significa alguma coisa ...

Alguns aspectos de enquadramento importantes:
- a lista A é a lista ''dos que lá estão'', os do poder instalado, os da máquina aparelhística e os 'favorecidos' (que por isso mesmo TÊM de ''renovar a sua fidelidade'' nos momentos eleitorais) ...
- a lista de Serrão beneficia do aparelho distrital do PS - Madeira...
- a lista de Fonseca Ferreira beneficia da sua ligação à 'corrente de opinião Esquerda Socialista'' do PS ...
- a lista de Brotas corresponde a ... ele mesmo e alguns carolas e apoiantes dispersos.

Quanto às próximas eleições (esta 5ª-feira) para os órgãos da Secção concorrem duas listas : a A (os instalados) e a B (os descontentes).
Os militantes (incluindo os 'mortos-vivos') têm a oportunidade e o direito/dever de votar...

Previsões?
resultados semelhantes ao destas últimas ...? (: 15% de votos expressos a que correspondem cerca de 83% na lista A ... )
é pena que tal aconteça assim ... mas, ''é a vida'' partidária que temos !

mas ''é pena'' porquê ?!
-porque poderiam candidatar-se mais listas, poderiam manifestar-se mais militantes, poderiam ser mais conscenciosos e responsáveis todos os eleitores, ...

- porque a lista A corresponde àqueles órgãos que estiveram 6 meses na ilegalidade
(as eleições deveriam ter-se realizado em Outubro de 2010), e
30 meses de inactividade (abrindo apenas as instalações nas vésperas e dias de eleição) e
de irresponsabilidade, pois não cumpriram os deveres básicos de pagar as contas da sede, e de ''tentar cumprir'' o que prometeram quando se candidataram...

- porque a maioria dos ''militantes'' não aparecem nem se interessam em ser ''políticos activos'',
em reflectir sobre a situação e problemas existentes,
em propôr medidas ou acções críticas e construtivas,
em responsabilizar os principais agentes e em denunciar os erros feitos ... para os corrigir e mudar de rumo... seja ao nível da Secção ... da concelhia, distrital ou nacional .

- porque a maioria dos ''inscritos no PS'' não são nem ''militantes'', nem ''Socialistas (/social-democratas)'', nem cidadãos conscientes e responsáveis !!!


De ''Manifesto'' eleitoral local. a 29 de Março de 2011 às 16:22
----- De Eleições na Secção ...5ªf.

Para os órgãos da Secção do Lumiar Am.Ch., desta vez há 2 listas:
- lista A (dos mesmos membros, com algumas trocas de posição); e
- lista B (dos descontentes com o exercício dos actuais órgãos, tendo alguns deles já participado em alguns mandatos atrás, e de gente nova)

------ De anónimo

Também recebi Lista de candidatos e Manifesto (?!!) da lista A (a da continuidade dos actuais membros nos órgãos da Secção).
Sobre estes documentos refiro o seguinte:

1- é o seu dever e direito de militantes concorrer aos órgãos da Secção.

2- sobre os candidatos ... abstenho-me de comentar, embora tenha opinião sobre a maioria deles...

3- sobre o ''manifesto'' (realmente não se lhe pode chamar um ''programa'' !! ou proposta de actividades mas sim apenas intenções ou afirmações sem compromisso !!) da lista A, e por partes:

a- afirmar a Secção pelo historial (passado antigo muito diferente do recente e do presente) diz pouco e até pode ser enganador... quanto ao seu futuro papel 'acrescido' ...será muito duvidoso se for gerida por esta lista A.

b- dúvida: «temos justificado orgulho em ter no seu ''quadro'' membros» ... da lista ? da secção ?! ou do aparelho do PS ?!! ... «com actividades e papéis diversificados» não diz nada quanto à sua qualidade, mérito e garantia de melhores perspectivas...

c- «honrar o passado é apostar no futuro» ... nem os confuncionistas vão tão longe nesta crença...
«jovens dirigentes de qualidade comprovada» ... para além da quase inerente incoerência, a prática real dos casos conhecidos demonstra precisamente o contrário...
«com a noção ... e a forte vontade» concedo.... mas não como «uma equipa» ...porque simplesmente não têm aparecido aos ''treinos'' (pelo menos no ''campo'' e na sede da secção ...).

d- « a aposta é num PS interventivo, participativo... e acrescer o nosso peso no PS Lisboa, pela qualidade e persistência da nossa intervenção e participação política».
Aqui a realidade é demolidora ... tanto no PS nacional como na Secção, a votação (participação suprema de militantes e de cidadãos politizados) nas útimas eleições (para o SG e para delegados ao Congresso nacional ) andou próximo dos 15 % dos ''militantes'' !!
Quanto ao «acrescer o nosso peso...» acredito que consigam ... o PSLisboa com a lista A como vencedora ficará mais pesado ... tipo peso-morto !
Já quanto à «qualidade da intervenção e participação política »... o melhor é continuarem a ficar por casa, ...quietos e calados sempre fazem menos estragos !!

e- «O PS local com a lista A será Activo ... exigente, organizador de debates ...» - esta é uma profissão de fé, muita fé ... repetida no ''manifesto'' do vosso anterior mandato mas do qual não se penitenciaram ...

f- «Iremos apostar no futuro, aposte connosco ...» - quanto a apostas, depois do ''escaldão''... só aposto no 'euromilhões' e o mínimo e apenas e só de quando em quando...

g- «a lista A saberá mobilizar o PS local para as próximas Legislativas !» ... dizem-me que ''a fé faz milagres'' ... mas também ouço dizer aque ''a fé é cega '' ...

- Será que o PS ainda é laico ?! e ...

Nota :
Um conselho aos membros da lista B (a outra, a que se opõe à A):
apresentem os nomes dos candidatos mas não façam um ''manifesto'' deste tipo...
melhor, nas circunstâncias actuais, não apresentem qualquer manifesto !.


De Funeral a 27 de Março de 2011 às 17:05
Os militantes do PS mais não fizeram do que cumprir com a mais elementar regra de decencia num funeral, aquela que diz REZA ou CALA. Os do aparelho, rezaram, os restantes 85% calaram.


De -Onde pára o PS ? a 29 de Março de 2011 às 17:24
Onde pára o PS?
Uma das evidências desta crise política é o estado catastrófico do PS.

Amarrado a uma liderança sem outro rumo que não seja o da autopreservação do poder, o PS é hoje um partido mergulhado num incompreensível autismo, sem capacidade para gerar um debate interno que o recoloque no seu espaço próprio, construído por valores de abertura, tolerância, transparência e liberdade de opinião.

O PS de Sócrates nada tem a ver com a herança de líderes como Soares, Sampaio, Guterres ou Ferro Rodrigues. É um partido barricado na falsa união, no unanimismo obediente, na defesa de privilégios e benesses típicos do exercício do poder de forma autocrática. Há porém um PS que está muito para lá das lógicas propagandísticas do aparelho medíocre construído por Sócrates e seus apaniguados.

Há um PS de eleitores que é muito mais do que o partido de militantes que conforta Sócrates nas suas maiores norte-coreanas eleições internas. E é esse PS de eleitores que está a abandonar o outro de militantes. Há gente que está a ver isso no largo do Rato mas permanece estranhamente silenciosa. Onde pára, afinal, esse outro PS? Sem sinais de respiração, o partido de eleitores também se vai desvanecendo. Sem esperança, o PS de eleitores vai dar mais de uma década de castigo ao outro, desenhado por Sócrates.

Por:Eduardo Dâmaso[Correio da Manhã]
MARCADORES: imprensa, poder, ps
Publicado por [FV]


De Izanagi a 27 de Março de 2011 às 12:41
"vitória esmagadora" ??

Como ja aqui alguém escreveu, Sócrates não é a solução, é o problema. Até o PS já percebeu isso. Veja-se que é eleito com 14% (catorze ) dos militantes. Bem , há quem diga que é uma "vitória esmagadora". Mas será?
Estamos a falar dum universo de pessoas politicamente activas e não da generalidade da população que "não liga á política" e mesmo essa , apesar da sempre expressiva abstenção, vota numa percentagem superior , mas bem superior, aos 16% dos votos agora recolhidos..


De Barómetro a 27 de Março de 2011 às 03:09
Bebam o "champagne" enquanto podem, porque Sócrates não é solução, ao contrário é um problema para o PS e no dia da vitória estrondosa (!!!) o Barómetro da Marktest para a TSF e o Diário Económico revela que o PSD e o CDS/PP garantem mais de metade, 53%, das intenções de voto para a Assembleia da República.


De metamorofoses a 27 de Março de 2011 às 03:04
Só espero que os delegados eleitos por Sócrates continuem a manter o seu apoio, mesmo quando ele for apeado de Secretário-geral. Mas tudo me indica que não será assim... Não há-de faltar muito para confirmar.


De Já Agora a 26 de Março de 2011 às 20:25
Já agora o DD poderia informar a quantos votos correspondem os 84% que obteve a lista que apoiava o camarada José Socrates.


De DD a 26 de Março de 2011 às 22:12
Sócrates obteve 46 votos, Fonseca 9, Brotas 1 e Jacinto Serrão 0..
Na lista de delegados, 47 votos para a Moção Sócrates, 9 para Fonseca Ferreira e 0 para os restantes.
Muitos militantes faltaram, mas os que foram eleitos estão há mais de 35 anos no partido e no meu caso posso dizer que estou apenas há 42 anos, desde a CEUD e da fundação da Cooperativa de Estudos e Documentação que serviu de disfarce às atividades da ASP. Mas não foi por isso que me candidatei. Foi para dizer algo sobre o perigo alemão na Europa e sobre a quase proibição que impede o BCE de emitir moeda quando emitiu em excesso até 2006 sempre de acordo com as conveniências alemãs.
A Alemanha é a causa da crise periférica da Europa e Krugman já alertou para o facto, mas só com emissão de moeda e compra a baixo juros de títulos de tesouro portugueses é que a nossa economia se pode expandir. Claro, também há culpas portuguesas como gregas e irlandesas, não sejamos exagerados.
Passos Coelho já recebeu ordens da "patroa" alemã e prometeu que respeitaria o essencial do PEC 4, nomeadamente aumentando o IVA.
O PCP e o BE dizem não a tudo e sim a nada. Não têm projeto.
Devido às minhas origens sei que os alemães são coletivamente um povo perigoso, mas individualmente são como qualquer pessoa no Mundo, preto, cigano, branco, amarelo ou mestiço.


De Ilusões e outros malabarismos a 27 de Março de 2011 às 21:27
Segundo creio o caderno eleitoral da secção (só) tem 300 militantes, mesmo assim faça as contas, caro DD, o que representa (no que deveria ser uma verdadeira democracia participada) "uma vitoria esmagadora".


De Pela Verdade a 27 de Março de 2011 às 23:33
DD não afirme/escreva o que desconhece.
A camarada Isabel Cabaço é militante ainda não há uma dúzia de anos (Abril de1999).
O padrinho foi o camarada Coelho Antunes. Depois arranjou outra madrinha com mais peso, em tudo, a camarada Ana Paula Vitorino, com resultados visíveis.


De Zé T. a 28 de Março de 2011 às 12:23
Pois (como ''na política o q ue parece é'')... ou pertence ao ''aparelho'' ... ou pertence ao grupo que ''TEM'' de apoiar a padrinhagem ... (se não perde o tacho ou tachito... ou as esperanças de obter alguma coisa...).

Quanto aos ''que foram eleitos estão há mais de 35 anos no Partido'' ... isso é bom ou é mau ?! ...
o que é facto é que alguns da Lista A pouco mais têm do que 35 anos de idade...
mas não é isso que está nem deve estar em causa, não é pelo número de anos de inscrição no partido ou pelo nº de verões que um cidadão tem que ele/ela vale ... mas sim por méritos próprios, pela sua experiência e saber, pela capacidade de fazer, pela disponibilidade e vontade de fazer melhor ...
todos nós conhecemos ''velhadas'' com 30 anos e ''crianças'' com 60 anos ... tal como conhecemos jovens de 50 e adultos de 20 anos ...
e, por outro lado, também conhecemos cidadãos portugueses com mais de 40 e 50 anos de militância e prática antifascista/salazarista, democrática consciente, ética e responsável ... e outros com décadas de ''militância'' no oportunismo, no sacanço, no tachismo, nepotismo, ... ou simplesmente no carneirismo com palas.


De Termos na linguagem a 26 de Março de 2011 às 19:57
A "vitoria" é "esmagadora" de quê ou de quem?
Se há alguém que esmaga terá de existir alguma coisa ou alguém que foi esmagado, não é?
Vamos (estamos) assistindo a campanhas eleitorais, convém ter cuidado com a língua e com a linguagem. Os excessos, normalmente, não dão bons resultados.
Veja-se o excesso de linguagem do digníssimo sportinguista, Eduardo Barroso, ao referir-se dos ditos dinheiros provenientes da Rússia para financiar a lista de que faz parte. Ficou-lhe mal, muito mal, mesmo.


De Uma vergonha! a 26 de Março de 2011 às 19:41
DD revela-se, mais uma vez, com tiques de zarolho. vê só o que lhe interessa ver e regista apenas "a espuma das coisas e dos factos". porque não deu informação de qual foi a percentagem de votantes e quais foram, também, as outras percentagens dos restantes três candidatos?.

Democraticamente e não só é justo referi-los. ou será que não?

Continuamos a dar azo e a alimentar vícios que em nada favorecem, muito pelo contrario, a democracia.

Seria útil , muito útil que os militantes dessa secção fizessem a viragem na próxima Quinta Feira e votassem massivamente na lista alternativa e não na da continuidade que nem a secção foram capazes de manter limpa além de terem deixado corta água e luz.

Uma vergonha.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO