18 comentários:
De Moderação a 30 de Março de 2011 às 16:37

Embora a caixa de comentários seja LIVRE, o colectivo que criou este blog estabeleceu regras/editorial, devendo os postantes, pelo seu estatuto e permissão, ser exigentes também consigo próprios ... (até por vários terem vindo de um outro blogue partidariamente identificado e que voluntariamente suspenderam).

Este é um blogue colectivo de POLÍTICA ... mas NÃO É órgão oficial ou oficioso de qualquer partido, secção partidária, lista partidária ou candidatura partidária a quaisquer eleições ...

Informar ou comentar factos, medidas ou eventos políticos, sobre personalidades ou órgãos políticos e partidários ... fazer escolhas ou dar preferência a certos temas ou artigos (originais ou copiados) está no âmbito (editorial) deste blogue.

Mas, fazer CAMPANHA partidária (ou Comercial ou outra) NÃO... isso ultrapassa os limites deste blogue ... tal deve ser reservado para blogues pessoais ou institucionais dos respectivos partidos ou seus órgãos.


De Zé T. a 30 de Março de 2011 às 17:12
- será que há tentativas de manipular o blog e identificá-lo com desterminada facção, lista ou partido ?

. A ÉTICA, entre o COLECTIVO e o INDIVIDUAL

Lembro-me de um episódio aqui no Luminária em que um dos bloggers 'acusou' outros/ discordou da colocação de uma imagem/símbolo com determinada legenda na coluna da direita
(o que pressupõe a concordância/ anuência do colectivo de bloggers, porque passa a ser uma imagem do colectivo),
com a qual não se identificava.

A visada imagem/símbolo foi daí retirada pelos administradores e (mais tarde) apareceu num post dum dos bloggers, assumindo assim um carácter de 'apropriação individualizada'/ de assumida responsabilidade pessoal, mas não de partilha colectiva, não do blog.

Este procedimento parece-me correcto para a gestão de sensibilidades e opções políticas/ partidárias/ cívicas/ filosóficas/... entre um colectivo com o seu denominador comum mas que também as suas diferenças.

A ética é uma prática e as linhas divisórias do ''deve''/ não deve'' por vezes são difíceis de traçar, porque são ténues e dinámicas ... mas existem, e os cidadãos democratas devem viver com elas ... e com isso reforçar a sua comunidade.


Comentar post