2 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 28 de Março de 2011 às 07:52
Se calhar para ser primeiro ministro é preciso ser mentiroso.
Segundo o que aqui refere sobre o putativo candidato ao cargo é que ele tem andado a mentir. Supnho portanto, que o meu amigo vai gostar dele quando este chegar ao cargo de PM, dado que tem sido um defensor acérrimo do actual, que mais não tem feito aos portugueses, senão mentir e «enterrar»o País.
É o que se chama ter sorte. Vocemecê tem sempre um PM do seu agrado, seja ele de origem do seu partido, seja de origem no da oposição...
Com tantas afinidades devem ter andado todos na mesma escola... a da «sacanagem», só pode!


De Os pontos nos iiii a 28 de Março de 2011 às 16:58
Rendição
[Publicado por Vital Moreira] [Permanent Link]
José Sócrates não tem razão quando afirma que "Passos Coelho se rendeu ao FMI".
Na verdade, o conceito de "rendição" supõe cedência a algo de que se discorda, Ora, desde o princípio o novo líder do PSD fez da vinda do FMI o seu principal objectivo, para poder realizar mais facilmente a sua agenda neoliberal. De resto, não é por acaso que o PSD continua sem apresentar as suas prioridades politicas e se permitiu votar contra o PEC sem se dar ao trabalho de apresentar qualquer alternativa. Decididamente o programa do PSD é o que for ditado pelo FMI.


Comentar post