A teoria da bruxa

É muito comum ouvir histórias de mulheres que enfeitiçaram homens e os fizeram fazer coisas que eles nunca teriam feito, se a dita bruxa não tivesse aparecido.

As histórias são muitas. As mais comuns envolvem mulheres traídas que não atribuem culpas ao tonto do ex, que não se soube controlar, perante tanta beleza que há no mundo, ou a elas próprias, que nunca tiveram energia ou paciência para melhorar a relação.

Não, a razão tem que ser de algo mais transcendental. E o mais fácil é colocar as culpas numa bruxa, que por acaso nem as conhecia, que apareceu das brumas e enfeitiçou o coitado. Já quando o caso é ao contrário, é diferente. A culpa raramente é do outro, é da bruxa da ex, que enfeitiçou o outro e o fez cometer adultério. Dois pesos e duas medidas que me começam a irritar.

Se, por exemplo, o caso é de duas pessoas comprometidas do mesmo grupo de amigos que se apaixonaram e que acaba descoberto, quem é expulso do grupo? Dos casos que eu conheço, sempre a mulher. Porque a bruxa é a culpada, claro.

Se duas pessoas trocam um olhar menos correcto, de quem é a culpa? Dos dois, diria eu. Da mulher, diria a maior parte da pessoas que eu conheço. Ficaria rica se ganhasse 50 euros por cada vez que ouvi um homem a fazer-se de vítima em situações que era óbvio serem recíprocas.

Os homens podem escorregar, pecar e arrepender-se no fim. As mulheres, quando fazem o mesmo, são afastadas.

O que me faz mais confusão em todas estas histórias é como os bananas dos homens destas histórias permitem que isto aconteça, só para fugirem às responsabilidades, e não dão um passo à frente para admitir a sua parte. Na maior parte dos casos, preferem acreditar na culpa da mulher, para não terem que avaliar o seu próprio comportamento ou, pior, terem que ficar com peso na consciência.

Mas, lá está, é mais fácil deixar uma mulher a arder, principalmente quando todos estão habituados a fazê-lo, do que ter que admitir que não somos perfeitos.

 Serão resquícios da inquisição?

 

tsetse: http://internofeminino.blogs.sapo.pt/#ixzz1HzmSfKFt

 

PS

Não creio que sejam resquícios da "santa inquisição" mas revelador de algum machismo não há duvida (ou então de comodismo feminino) mas que a blogosfera, também, parece dominada pelos machos é certo. Veja-se aqui o Luminária, só homens! 



Publicado por Zurc às 14:40 de 29.03.11 | link do post | comentar |

4 comentários:
De DD a 30 de Março de 2011 às 00:45
A nossa bruxa de serviço é, sem dúvida, a Angela Merkel.
A gaja acaba por nos lixar a todos, portugueses e europeus em geral, incluindo os seus compatriotas.


De Zé T. a 29 de Março de 2011 às 17:14
------ Da 'mulher vs homem'

Quanto à ausência de mulheres escreventes neste blog e noutros fora/blogs político-partidários é um facto a sua pouco expressão numérica (não a sua qualidade), mas está em linha com o que se passa na (pouca) presença de mulheres na política activa... mas já não no jornalismo e comunicação social, na docência universitária, na medicina, etc.

Quanto à discriminação de mulheres ela existe e ainda se faz sentir em muitas empresas privadas ... e deve ser fortemente combatida e penalizada.

Dito isto, ... também é verdade que existe discriminação positiva para o ''género feminino'' em algumas instâncias políticas e partidárias ...
e já estou farto de «Comissões para Igualdade das Mulheres», de «Departamento das MULHERES do PS» (onde só elas votam e onde não são impostas quotas de 1/3 de candidatos de outro género!), ...
e da IMPOSIÇÃO de FALSAS e inconsequentes QUOTAS de 1/3 de género diferente nas listas para órgãos políticos e partidários quando mais de 2/3 das Mulheres não quer/ não gosta de participar nessas listas ...
nem sequer existem em número aproximado ao 1/3 nos registos de militantes. !!

Possivelmente, o problema está na INTENCIONAL Não criação de CONDIÇÔES para Motivar e Permitir as Mulheres e os restantes Cidadãos para a Política activa ...
mantendo-se as oligarquias e sindicatos de votos que barões e caciques partidários não largam nem deixam modificar...

Quanto ao ''outro género'' (LGT) já o panoramo é bem diferente...
embora sendo numericamente poucos/as, o peso relativo dos homossexuais na sociedade e política é bastante forte (especialmente no domínio da cultura e artes, em cargos dirigentes da Admin.Pública,, no Min.Neg.Est., ...) formando já um um forte lóbi de interesses...

E, nada tendo contra qualquer género de cidadãos, tenho uma forte renitência a lóbis e a privilegiados no acesso a funções bens serviços e direitos públicos e políticos, no meu país e comunidade.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 29 de Março de 2011 às 16:47
Mas que «gaja» que eu sou!!!!!!!!!!!!!!!!


De As gajas a 29 de Março de 2011 às 16:57
Essa é boa... !
É preciso ouvi-las, vê-las e sinti-las é o que elas desejam em relação a nos, homens e, assim é que está bem! Ou não será?


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO