Terça-feira, 5 de Abril de 2011

Para quem tinha como um dado adquirido, que o homem era um mentiroso compulsivo, ficou com a criança nos braços.

Sócrates, é certo, nem sempre falou a verdade (como todo e qualquer cidadão que se preze) e muitas vezes se enganou (ao contrário de certa pessoa que um dia afirmou que “eu nunca me engano e raramente tenho duvidas”) enganando, também com isso, o povo, em nome de quem governava. Por isso, quase, ninguém o levou a sério quando afirmou que o chumbo do PEC IV, (o apresentado ou outro qualquer, como afirmou estar disposto a negociar) significaria a sua demissão de 1º Ministro.

O PS poderá sofrer com ele e muito, mas o país sofre com todos inclusive com a incoerência (atentas as suas próprias palavras) da posição de Aníbal Cavaco Silva que não conseguiu colocar acima de todas as quezílias e querelas partidárias e pessoais os “soberanos interesses de Portugal”. Damos uma imagem interna e internacionalmente que o país não necessitava nem merecia.

Agora aí está o resultado, tanto mais que o Presidente da Republica, também, não esteve à altura de ter sido capaz de ultrapassar as suas próprias “comezinhas” questiúnculas pessoais e ter exigido que, no âmbito da Assembleia da Republica, se tivesse encontrado uma saída para a crise, sabendo-se que tal inépcia nos atiraria para o lixo do mercado financeiro internacional e, até como sociedade.

O Presidente deveria ter sido capaz (não fora ter tido uma atitude em causa própria, pelo menos da fama, disso, não se livra por mais justificações que venha a argumentar) de, no próprio dia em que viu recusada a proposta do, famigerado, PEC IV, declarado publicamente que a sua exigência e que o país teria acolhido de bom grado era a de que os partidos no âmbito da Assembleia se entendessem na constituição de um governo alagado e capaz de responder aos desafios do momento.

 

P.S. (1)

A Islândia, que depois da crise da banca rota a que teve de fazer face (que tal como por cá teve contornos criminosos), levou o respectivo governo local a anunciar aumentos de impostos, cortes sociais, cortes salariais, forte agravamento da inflação, enfim a receita do costume imposta pelo FMI.

Só que o povo não gostou e não se limitou a lamuriar mas concentrou-se, ininterruptamente, em frente ao seu parlamento até obrigarem à queda de um governo conservador e foram às urnas votar, chumbando estrondosamente a política que era a de salvar bancos falidos e corruptos à custa de quem trabalha.

Das respectivas eleições saio uma coligação entre a Aliança Social-Democrata e o Movimento Esquerda Verde, chefiada por uma mulher, Johanna Sigurdardottir, a actual chefe do governo, foi equilibrando as finanças do país e saiu da recessão.

O povo, pela pressão e exercício de cidadania, impôs um estilo de governança diferente e os responsáveis internos pelas dívidas foram responsabilizados, abriu-se “caça” aos suspeitos de fraude e falsificação de documentos, que sacrificaram a Islândia e o próprio procurador-geral, fugitivo, já foi convencido a regressar ao país, a população sente que está a fazer-se justiça e a falar-se verdade.

A actual coligação islandesa criou uma assembleia de 25 cidadãos sem filiação partidária que foram eleitos entre 500 advogados, estudantes, jornalistas, agricultores, representantes sindicais, entre outros.

As contas de toda a estrutura dos Estado, seja local ou central, são tornadas públicas, bem como toda a area de negocios e contratos.

Esta genuína revolução pacífica está sendo omitida, quase completamente desaparecida dos órgãos de comunicação social e, os habituais comentadores de serviço, não lhe têm dado o merecido relevo. Ironias e estranhas coincidências a contrastarem com o atribuído às agências de rating e ao FMI.

P.S. (2)

O jornal “Público” noticiou, no dia 3 do corrente, que o líder do PCP disse esperar que as eleições legislativas permitam um governo patriótico de esquerda, e que o partido está disponível para fazer alianças com o BE, depois das eleições, desde que este clarifique os seus objectivos.

Uma verdadeira coligação à islandesa, só falta saber qual é o programa e se o PS (de Sócrates) também estará disponível para tal desafio.



Publicado por Zé Pessoa às 00:04 | link do post | comentar

381 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 5 de Abril de 2011 às 08:32
Na Islândia o antigo 1º Ministro, o que estava em funções quando da tal «crise», o que estava em funções quando os bancos e o sistema económico colapsou, também está envolvido no «novo governo e salvação nacional»?
Não na Islândia esses senhores que estavam no governo fazem parte do «problema» e não da solução.
Foram a peados e o povo islandês exige até resposabilidades civis e criminais pela má gestão políticao-governativa.
A sério que acredita no que nos está a dizer: Que o Sr. Sócrates poderá fazer parte da solução para Portugal? E o PS por arrasto, enquanto lá estiver este personagem, é credível para uma viragem no sentido da recuperação de Portugal?
Só nos falta dizer que também acredita no Pai Natal e que na Páscoa os Coelhos põem ovos...


De .pela COLIGAÇÃO de ESQUERDA.. a 5 de Abril de 2011 às 09:26
Parece que o BE e o PCP+V poderão coordenar posições pré e pós eleitorais e, quem sabe, ser uma alternativa de governo...

Para quem está FARTO de Centrões de Interesses que nos Desgovernam há décadas ... esta é uma boa notícia.


De Aliança de Esquerda: já era tempo ! a 5 de Abril de 2011 às 12:41
BE e PCP reunem-se: ALIANÇA à vista ?

(Mª.J.Oliveira, Público, 4.4.2011)

Numa nota de imprensa, o Bloco de Esquerda anuncia que convidou a direcção do PCP para uma reunião destinada a debater a “situação política e social”. É um dos primeiros passos para uma eventual aliança entre os dois partidos.
A abertura do BE a uma eventual aliança com o PCP está expressa na moção de orientação cujo primeiro subscritor é Louçã (Foto: Pedro Cunha)

O encontro entre as cúpulas do Bloco e do PCP acontecerá na próxima sexta-feira, a partir das 11h00, na Assembleia da República.

Refira-se que a abertura dos bloquistas a uma eventual aliança com os comunistas, que o PÚBLICO avançou na passada semana, está expressa na moção de orientação cujo primeiro subscritor é Francisco Louçã e que será apresentada na Convenção do partido, agendada para o início de Maio.

Apesar de sublinharem que existem “diferenças assinaláveis” entre o BE e o PCP, os bloquistas signatários desta moção defendem que o “objectivo da vitória” exige uma “aproximação de esquerdas com ideias diferentes”. E acrescentam: “Nenhum partido minoritário será capaz por si só de aplicar uma política socialista. Todos os contributos para a unidade são caminhos para a maioria.”

Ontem, Jerónimo de Sousa, secretário-geral dos comunistas, manifestou a disponibilidade de o partido firmar um acordo pós-eleitoral com os bloquistas, pedindo ao BE para “clarificar os seus objectivos”. “Em relação ao BE, é preciso que clarifique os seus objectivos, mas não temos nenhum preconceito em considerar que existam portugueses também preocupados com a situação, dispostos a fazer um esforço para esse Governo patriótico e de esquerda”, afirmou.

A defesa de um projecto unitário à esquerda é também feita pelo movimento Ruptura/FER, cuja moção à Convenção do BE, garante que a aliança PCP/BE “arrastaria mais votos e pessoas do que aqueles somados por BE e PCP”. “Atrairia também sectores do PS, votantes de Fernando Nobre, sindicalistas e as novas gerações abstencionistas. Sem ousar romper este tabu, con­tinuaremos condenados à falsa rotatividade do cen­trão. O BE assumirá a tarefa de convocar o PCP para se debater o núcleo duro de uma Esquerda Grande, que possa dar corpo a um Governo das Esquerdas”, pode ler-se no documento.
-------------------------
David , Setúbal. 05.04.2011 00:23

Já não era sem tempo
Irra, já vem com uns anos de atraso, se isto acontecesse pela primeira vez ia votar com real esperança.

Alguém acha que PSD e CDS não serão mais do mesmo, alguém acha que seriam capazes de criar uma ruptura com a agenda ultra-liberal que nos meteu no buraco em que estamos?

Ponham os olhos na Islândia, ponham os olhos no Brasil, há ventos de mudança que se anunciam, e sinceramente teria todo o orgulho em que Portugal pela primeira vez em séculos fosse capaz de se tornar relevante para o mundo.

PS, PSD, CDS = bancarrota moral e política, alternativas, tirando uma mudança de regime, é experimentar uma abordagem nova.
Penso que foi Einstein que disse algo como:

"uma das definições de loucura é continuar fazendo o mesmo e esperar obter resultados diferentes".


De PS-D responsáveis pelo ABISMO. a 5 de Abril de 2011 às 13:09
O líder do BE, Francisco Louçã, afirmou hoje que o país precisa de um Governo à esquerda para equilibrar as contas públicas e espera que PS e PSD sejam responsabilizados pela “política de abismo” que propõe.
Louçã disse que a entrevista de Sócrates à RTP que “foi mais do mesmo” (Carlos Lopes)

“Se queremos resistir em nome do país a esta pressão de cairmos num buraco da política do FMI, ou seja, de uma recessão prolongadíssima, precisamos que haja uma resposta de um Governo que à esquerda consiga consolidar as contas, as finanças públicas, em nome das prioridades e em nome de respostas”, disse Francisco Louçã que hoje visitou a Escola Secundária de Linda-a-Velha, em Oeiras.

O líder bloquista sublinhou ainda que as propostas do PS passam por reduzir as pensões e aumentar a precariedade e as do PSD por aumentar os impostos, soluções que considera levar ao “abismo”.

“O que eu espero é que PS e PSD, que propõe o abismo como solução, sejam responsabilizados e os portugueses possam sentir que agora é tempo de um Governo à esquerda, de uma resposta política que tome responsabilidade”, frisou.

Francisco Louçã sugeriu ainda um “plano de emergência” que responda aos “ataques” das agências de notação, que passa por um pedido de empréstimo de curto prazo ao Banco Central Europeu que “deve estar totalmente desligado das condições do FMI”.

“O que precisamos é de evitar a especulação agora em Abril, tomar as decisões que a democracia precisa para corrigir o défice orçamental e reequilibrar as contas em nome de uma economia que ajude o país a sair da recessão”, sustentou.

Louçã disse ainda que o Fundo Europeu e o FMI não propõe ajuda, mas sim a “consolidar a recessão para destruir a economia portuguesa, retirando aos salários e às pensões o pouco que as pessoas têm para viver, para financiar assim a especulação”.

O líder bloquista recusou ainda adiantar pormenores sobre a reunião de sexta-feira com o PCP, um encontro que aguarda com “muita expectativa” e que “deve ser levado muito a sério”.

Questionado sobre a entrevista de segunda-feira à noite dada à RTP pelo primeiro-ministro demissionário, José Sócrates, Louçã disse apenas que “foi mais do mesmo”, recusando tecer mais comentários.


De Se, se, se, a 5 de Abril de 2011 às 19:03
Todos continuam a ser uns demagogos natos, mesmo Louça que enche a boca a dizer que é preciso um “plano de emergência” sem, minimamente dizer os contornos de tal plano nem como o implementar com que sacrifícios e partilha dos mesmos. Só demagogia e mais demagogia. Nada de concreto.
Como querem ganhar a confiança do povo se todo continuam a alimentar o facilitismo o irrealismo sem que alguém apareça com algum pragmatismo e realidade para responder às situações.
Se, se, se, se, começar a faltar o dinheiro para serem pagos os ordenados na função publica e por aí fora quero ver quem arranja respostas para esses trabalhadores e respectivas famílias !


De Coligações a 5 de Abril de 2011 às 09:43
Antes uma coligação de esquerda à islandesa do que uma feita pelo FMI, Merckel, Sarcosi, Berlosconi, Sócrates, Cavaco, SLN, BPN e Coelho.
Já nem todos os socialistas acreditam nas propostas da camarilha!


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 5 de Abril de 2011 às 09:44
Ainda bem...


De Isabelinha Bettencourt de 18 anos a 5 de Abril de 2011 às 15:50
É mais que óbvio que a partir de Junho ou Julho a situação europeia vai melhorar.
Tenhos estudado macroeconomia e as duas estratéguias de emissão de moeda do BCE, a das duas fases com a previsão intermédia do PIB e a baseada apenasa numa previsão e redução de inflação com actuiação nos juros que devem aumentar em 0,25%.
Mas, o que não é poss´ivel é continuar a ditadura euronazi da Senhora Merkel até ao esmagamento de mais de metade das economias dos países da zona euro.
~Sócrates tem razão, não se trata de Portugal, mas da Europa que não se pode deixar dominar pela Alemanha.
Mas, se isso não acontecer não haverá dinheiro para Portugal pagar as suas dívidas ou o Estado pagar uma parte das despesas internas e não será o BE ou o PCP que vão fazer chover dinheiro nem o vão buscar aos bancos que já não são financiados de fora e decidiram não financiar o Estado. Nºão h+á onde ir buscar dinheiro, a não ser limitadamente através de mais aumentos de imnpostios.
A ideia de aumentar as despesas para pagar as depesas é louca. É como se eu não tivesse dinheiro para pagar um vestido de 100 euros e quisesse resolver o problema comprando outro vestido de 120 euros.


De Independente a 5 de Abril de 2011 às 15:58
Isto passou a blog do BE/PCP.
Até gostava que ganhassem juntos as eleições para assistir ao desastre que iriam provocar. O meu pouco dinheiro iria para Badajoz antes de tomarem conta do poder porque poderiam ser tentados a ir às contas bancárias sacar o din heiro de quem andou a trabalhar e popupou uns poucos euros.
Acredito que vamos er uma série de governos nos próximos anos e uma data de eleições. Sem dinheiro não há estabilidade política. Qualquer governo vê que nada pode fazer e vai embora ou é deitado abaixo. Se for coligação, essa durará pouco tempo porque come


De Quero lá saber... a 5 de Abril de 2011 às 18:52
O PCP vai colocar, o seu rico património imobiliário , ao serviço do povo, dando-o como garantia de empréstimos que a Coreia do Norte, Cuba e a China nos vão conceder.

Como diria um ilustre concorrente (creio que ganhou vejam bem) à Assembleia Geral do Sporting "quero lá saber se o dinheiro vem da Rússia ou de qualquer lavagem..."


De Bancário a 5 de Abril de 2011 às 16:01
O meu banco foi considerado lixo com alguns outros agora cinco como Banif. BCP, etc.
Falhou antecipadamente a possibilkidade de o BE/PCP irerm buscar dinheiro aos bancos para aumentar salários e pensões pagas opelo Estado no caso de virem a ser governo.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 6 de Abril de 2011 às 14:36
A mim o meu banco sempre me tratou como «lixo»...
Agora que o «lixo» são eles, aqui d'elrei...
Para mim os bancos, o sistema bancário com os seus «capangas» são é m_rda!


De sonhador a 5 de Abril de 2011 às 18:08
Zé Pessoa
Já percebi que o amigo nãp percebeu que mesmo que o PEC IV tivesse sido apoiado por uma coligação . alargada a todos ou quase todos os partidos da AR o problema financeiro não tinha sofrido alterações, como não sofreu com os PEC III, 2 e Um. Nem vai ter com o PEC V e 6 . Achar que culpa é do Cavaco é requer muita imaginação, ou não fosse Portugal o país dos poetas. Mas... há alturas em que é necessário afrontar a realidade e deixar os sonhos para outros momentos


De Qual, então a melhor solução? a 5 de Abril de 2011 às 18:42
Talvez tenha alguma (muita mesmo ) mas, devo ter lido mal. Qual é a solução por si proposta?
Não me diga, o amigo, que a atitude do Coelho foi coerente ou acha que as (soluções, quais?) propostas apregoadas na rua são solução?
Viage agora, pague mais tarde, compre carro novo e não pague, faça empréstimo que nós pagamos...
Será esta cultura que nos tem orientado que resolverá?
Qual então a melhor solução???????????


De hortapinheiro@hotmail.com a 7 de Abril de 2011 às 13:37
O que é preciso, é por o corpo dos que votaram no PS/PSD/PP, a rendar até apagarem as dividas a que levaram o Pais, pois vevem acima das possibilidades do País


De Mr Jack Warmer a 10 de Janeiro de 2014 às 00:04
Bom dia para todos vocês, por que desperdiçar o seu tempo pagando dinheiro para arruaceiros e golpes sem que seu empréstimo solicitado ? esta é uma oppotunity para você Eu sou o Sr. Jack Warmer, um legítimo , respeitável agiota . Nós damos o empréstimo a empresa Homens de Negócios e mulheres que estão em operação de negócios, damos o empréstimo a longo prazo para três a 30 anos no máximo , com baixa taxa de juros de 3% , neste você pode também dizer-nos a quantidade que você precisa como empréstimo. Empréstimo é dado em libras e euros $ USD o máximo que dá é 500 milhões tanto em libras EURO e US $ USD e mínimo £ 5.000 euros e US $ por isso, se realmente você está interessado em contato conosco pelo ( jackwarmer1loanlender@gmail.com ) para mais informações sobre como obter o empréstimo.


De kate lisa a 25 de Abril de 2014 às 09:04
KATE LISA empréstimo empresa é um centro de empréstimo para os cristãos
e uma Organização de empréstimo de caridade criada para ajudar as pessoas a
precisando de ajuda e como ajuda financeira.

Você precisa de fundos para iniciar seu próprio negócio?
Você precisa de empréstimo para liquidar sua dívida ou pagar suas contas ?
Você precisa de empréstimo para iniciar um negócio legal?
ou você está encontrando dificuldade para obter empréstimo de capital de bancos locais .
por causa de sua pontuação de crédito ruim ? contacte-nos hoje
via e-mail ( kateloanfirm@outlook.com )

Nós damos a empréstimos a partir do intervalo de US $ 1.000 a US $ 10.000.000. Nossos empréstimos
são bem segurado e máxima segurança é a nossa prioridade , a um interesse
da taxa de 3%.

Oferecemos os seguintes empréstimos para pessoas físicas de

* Crédito Comercial.
* Crédito Pessoal .
* Empréstimos de negócio .
* Investimentos Empréstimos .
* Crédito para o Desenvolvimento.
* Aquisição de Empréstimos .
* Os empréstimos de construção .
* Empréstimos de negócio e muitos mais :

e muitos mais a taxa de juros de 3% ;

Por favor, queira preencher o formulário abaixo com as informações necessárias.
esperamos que esta transação diferente do resto .


FORMULÁRIO DE EMPRÉSTIMO DE APLICAÇÃO ( MUTUÁRIOS detalhes)


(1) Nome : ...............................
(2) Contato Endereço: ....................
(3) Valor do Empréstimo Necessário : ........
(4) Empréstimo Duração : ......................
(5) Finalidade do empréstimo : ....................
(6) Sexo: .............................
(7) ESTADO / PROVÍNCIA : .............
(8) PAÍS : ............................
(9) Office / Home Telefone: ...........
(10) PROFISSÃO: ........................
(11) E-MAIL : .....................
[ 12) zip / código postal : ..................
(13) CIDADE: ..............................
(14) PARENTES : .......................
(15) ESTADO CIVIL : ....................
(16) digitalizar e anexar o seu CARTÃO DE IDENTIDADE ..

Nosso endereço de e-mail é [ kateloanfirm@outlook.com ]

SER ABENÇOE ,
KATE LISA [ C.E.O ]
E-MAIL --- [ kateloanfirm@outlook.com ]
KATE LISA emprestador do empréstimo


Comentar post

MARCADORES

administração pública

alternativas

ambiente

análise

austeridade

autarquias

banca

bancocracia

bancos

bangsters

capitalismo

cavaco silva

cidadania

classe média

comunicação social

corrupção

crime

crise

crise?

cultura

democracia

desemprego

desgoverno

desigualdade

direita

direitos

direitos humanos

ditadura

dívida

economia

educação

eleições

empresas

esquerda

estado

estado social

estado-capturado

euro

europa

exploração

fascismo

finança

fisco

globalização

governo

grécia

humor

impostos

interesses obscuros

internacional

jornalismo

justiça

legislação

legislativas

liberdade

lisboa

lobbies

manifestação

manipulação

medo

mercados

mfl

mídia

multinacionais

neoliberal

offshores

oligarquia

orçamento

parlamento

partido socialista

partidos

pobreza

poder

política

politica

políticos

portugal

precariedade

presidente da república

privados

privatização

privatizações

propaganda

ps

psd

público

saúde

segurança

sindicalismo

soberania

sociedade

sócrates

solidariedade

trabalhadores

trabalho

transnacionais

transparência

troika

união europeia

valores

todas as tags

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS