Deputados Socialistas no PE: Correia de Campos e Capoulas Santos

Houve um empate. Nove eurodeputados portugueses (socialistas e de esquerda) votaram ontem a favor do fim das viagens aéreas em primeira classe. Outros nove votaram a favor da continuação dessa regalia.

 

Apesar de tudo, a emenda 3 ao “relatório Fernandes” (proposta por Miguel Portas, deputado do Bloco de Esquerda, em nome do grupo Esquerda Unitária Europeia, e que defendia a alteração dos critérios de viagem de modo a que as deslocações aéreas inferiores a quatro horas fossem feitas em classe económica) acabou rejeitada pela maioria dos membros do Parlamento Europeu (por 402 votos contra, 216 a favor e 56 abstenções).

 

Há 22 eurodeputados portugueses. Nove votaram a favor da emenda 3. Ou seja, estiveram ontem a favor do fim (com ressalvas) das viagens em primeira classe para deslocações inferiores a quatro horas. A saber: os três deputados do Bloco de Esquerda (Miguel Portas, Marisa Matias e Rui Tavares), os dois deputados da CDU (Ilda Figueiredo e João Ferreira) e quatro eurodeputados do PS (Luís Paulo Alves, Elisa Ferreira, Ana Gomes e Vital Moreira).

 

Contra esta emenda, ou seja, a favor da continuação das regalias de voos em executiva, estiveram sete eurodeputados sociais-democratas e dois eurodeputados socialistas. Do lado do PSD votaram contra os seguintes deputados: José Manuel Fernandes (o relator), Paulo Rangel, Regina Bastos, Carlos Coelho, Mário David, Maria do Céu Patrão Neves e Nuno Teixeira. Do lado do PS, votaram contra os socialistas Luís Manuel Capoulas Santos  e   António Fernando Correia de Campos.

 

A social-democrata Maria da Graça Carvalho não votou. Os dois eurodeputados do CDS-PP, Nuno Melo e Diogo Feio, também faltaram à votação.

 

Houve apenas uma abstenção: da eurodeputada socialista Edite Estrela.

  

Numa altura de contenção orçamental, a emenda frisava que esta mudança para classe económica visava apenas as viagens com menos de quatro horas, quer para os eurodeputados quer para o restante pessoal do Parlamento. E, além disso, a emenda previa excepções em função da idade e do estado de saúde dos viajantes.

 

Algumas horas antes do voto na sessão plenária, Miguel Portas (que declarou a sua oposição ao projecto) fez um apelo a todos os deputados: “Desculpem lá mas não é normal que deputados que viajaram sempre em económica tenham passado a fazê-lo em executiva mal os voos começaram a ser reembolsados ao bilhete e não ao quilómetro”.

 

Miguel Portas disse ainda: “Eu não compreendo como é que pode haver aqui deputados que não hesitam em defender nos seus países políticas de austeridade e de redução do salário e da pensão mas que, quando chega ao momento de decidir sobre o seu próprio dinheiro, aí a austeridade fica à porta de casa. Isto não é sério, meus amigos. Isto é indecente e muito triste”.

 



Publicado por Izanagi às 08:10 de 08.04.11 | link do post | comentar |

4 comentários:
De Mentirosos. a 8 de Abril de 2011 às 15:23
A falta de ética também é uma forma de corrupção. Por ventura, a mais profunda, é a corrupção moral.

Que moral podem ter tais deputados que cá dentro apregoam que o país e os cidadãos vivemos acima das nossas possibilidades e não sejam capazes de dar o exemplo comedido de gastos?

Ainda se apregoam de socialistas e sociais democratas. Mentirosos, simplesmente corruptos e mentirosos.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 8 de Abril de 2011 às 14:54
Edite quê? Estrela? Quem é?
Não me digas que é «aquela» que tinha um programa na televisão que ensinava a falar português(?) e que só tinha audiências porque a «gaja» era «boa comó milho»...
Hoje, já está «velha» e com o novo acordo ortográfico, já nem o português que ela «ensinava» se salva...


De Pulhas neoliberais / propostas comuns E. a 8 de Abril de 2011 às 11:21
Os desejosos de ver este prestidigitador do Sócrates pelas costas (onde me incluo, embora não deseje o que, pelas sondagens, se avizinha)
ainda hão-de ter saudades das suas pulhices quando comparadas com as que este bando de irresponsáveis neo-liberais, ávidos de deitar a mão ao pote, nos reserva.

O que nos vai suceder só vai ser comparável à acção de espoliação do erário público do grupo de bandidos do BPN. Veremos em breve, mas os anúncios já estão a ser feitos.
...
-------- Rui Santos disse...
Após ... e a crónica para a que Antena 1 (que me parece sensata) do Miguel Portas, creio que já seria um bom sinal se da reunião BE/PCP começassem a surgir iniciativas negociais conjuntas,
textos comuns e uma mesma proposta subscrita pelos dois partidos, nas novas medidas que vão ser agora estabelecidas como contrapartida pelo empréstimo FEED/FMI,
e o mesmo poderá começar a acontecer na nova legislatura, com uma só proposta alternativa ''de esquerda'' ao próximo orçamento de estado.

Isto é, começarem os dois partidos a construir uma coligação a partir dos seus fundamentos, se não dá para fazerem listas conjuntas para as próximas legislativas, poderiam começar a viver em ''economia comum''.


De Eleitores, representantes e ladrões. a 8 de Abril de 2011 às 10:00
Este é um exemplo claríssimo de quem nos defende (BE, CDU e parte do PS)
e quem nos ROUBA ( PSD, CDS e parte do PS ).

Agora vão ter nova oportunidade de escolher os vossos representantes para a Asss. Rep., lembrem-se deste exemplo.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO