3 comentários:
De Uma sem vergonhice a 21 de Abril de 2011 às 23:11
Quando li o post pensei ter regressado um tal DD que faz tempo não aparece mas no fim vi que se tratava de um tal académico de Coimbra emigrado lá para Bruxelas, por conta e risco do PS.

Ele já preencheu a ficha? Não! o homem tem-se esforçado tanto que já merece ser subscritor de um mínimo de acções socialistas. De que estão à espera?

Como vi algures escrito è uma sem vergonhice pegada, tanto de Sócrates e o seu socialismo como do coelho e seu ultraliberalismo, sem esquecer, está bem claro, o senhor de Boliqueime que se esteve nas tintas para os interesses do país e empurrou-nos para umas eleições em que os putativos eleitos acabam por ser os mesmos agora desapedos .

Andam a brincar connosco e com o nosso dinheiro, o dinheiro que, de uma forma ou de outra, nos obrigaram a pagar, os que não podemos escapar a pagar os impostos numa carga cada vez mais pesada e injusta.


De Isabel a 25 de Abril de 2011 às 14:09
Não é verdade que andem a brincar com o nosso dinheiro. Simplesmente, não temos dinheiro. O Estado deve 95% do PIB, o que dá mais de 150 mil milhões de euros e a banca deve ao estrangeio ainda mias.
Só os verdadeiros mandantes e donos do país têm dinheiro, os oligarcas Belmiro de Azevedo, Alexandre Soares Santos, Salgado Espírito Santo, Amorim e alguns mais e esses já colocaram o grosso daquilo que foi o nosso dinheiro fora do País.
O mais ordinário, o Alexqndre Santos, investe na Polónia e o outro porco, o oligarca Belmiro, colocou a sede das suas empresas na Holanda para pagar aos riquíssimos holandeses os impostos sobre os lucros que nós os portugueses pobres lhe damos a ganhar.
Os dois oligarcas, Belmiro e Santos, são os grandes responsáveis pela destruição da agricultura portuguesa ao combinarem-se entre si para pagarem preços miseráveis aos agricultores e importarem o mais possível dos estrangeiro.
Portugal é hoje uma ditadura dos oligarcas. Os sindicatos comunistas só fazem greve contra as empresas do povo como a CP, Metro, Soflusa, etc. em que os trabalhadores maquinistas e outros ganham mais de 3 mil euros por mês, ao contrário dos oligarcas que pagam salários de fome e recusam o aumento de uns miseráveis 14 euros no salário mínimo. No Continente, Jerónimo Martins, etc. o Carvalho dos Santos não organizam greves porque tem medo de levar uma bala na cabeça. Os oligarcas não terão problemas em mandar vir especialistas do Brasil para fazerem esse trabalho.
O próprio PCP e o BE nã se atrevem a criticar os oligarcas, curvam-se perante eles, preferindo o ataque ao PS.


De Zé T. a 25 de Abril de 2011 às 19:28
Comentários interessantes...
é bom ver outros a usar a própria cabeça,
mesmo que com pressupostos ou conclusões diferentes...


Comentar post