Agências de 'rating' ... sob alçada da Justiça ?... e a ''U.E.''...?

PGR abre inquérito contra Moody's, Standard & Poor's e Fitch

O DCIAP decidiu abrir um inquérito crime contra três agências de «rating» internacionais, a Moody's, Standard & Poor's e Fitch, depois das queixas apresentadas no início de Abril, por quatro economistas, José Reis e José Manuel Pureza, da Universidade de Coimbra, e Manuel Brandão e Maria Manuela Silva, do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), que alegaram estarem essas agências a cometer crime de manipulação do mercado.
"... José Reis afirmou que as agências que «intervêm no mercado português dominam mais de 90% do mercado» internacional, pelo que «é preciso saber se as leis da concorrência são respeitadas».
Duas dessas agências têm inclusive um «mesmo fundo de investimento como proprietário», advertiu o economista, e as decisões que tomam, que «influenciam as taxas de juro», têm um impacto significativo no endividamento dos países, «podendo afectar a sua estabilidade financeira» e económica."
.... Link.
CÃES DE CAÇA   
Estas agências de rating desempenham o papel dos cães de caça em que os caçadores são instituições financeiras dedicadas ao saque de quem estiver menos defendido. O caçador leva a caçadeira de 2 canos ou de um cano e cinco tiros, preparada para atirar. A mão direita (se não é canhoto) segura-a pelo parte dianteira da coronha e o dedo indicador sente o gatilho. Os canos repousam no antebraço esquerdo e a espingarda segue pronta e cruzada com o corpo do caçador. À frente a Moody's, Standard & Poor's e Fitch os perdigueiros farejam e levantam as perdizes que correm lépidas crendo escapar ao cão de caça.
     Logrado o intento os países pedem ajuda levantam, opresso, o voo raso e esse é o momento. O momento em que os luzidos canos se levantam, o gatilho recua, a pólvora explode, o chumbo voa e a perdiz, se bem desenhada a trajetória pela mira e a alça, descontrola o voo retilíneo e cai, sem compreender, cem metros à frente. O perdigueiro segue o voo da presa e quando ela aterra, segurando a vida, já ele chega e, amestrado, trá-la, inerte e da boca pendurada, ao caçador.
     Nesta caça, a Moody's, a Standard & Poor's e a Fitch, não precisam, como os cães de caça, de levar as perdizes os países ao caçador. Estes com o chumbo das taxas de juro a subir aos céus entregam-se ao FMI, ao BCE e à UE e se no país houver um Passos ele agradece o programa que era o seu.
     Atenção, isto é apenas uma imagem, sem ofensa, não levem tudo à letra - como diria Obama a Donald Trump quando  apresentou o vídeo do seu nascimento.

- por Raimundo Narciso , PuxaPalavra

 

Mas não nos esqueçamos que os perdigueiros têm sempre uns rafeiros cá de dentro a dar uma ajudinha. (-Henrique Dória)



Publicado por Xa2 às 17:37 de 10.05.11 | link do post | comentar |

2 comentários:
De ''Amigos'' Agiotas e país de Parvos... a 11 de Maio de 2011 às 17:38
Parvoíces


Daquilo que se vai sabendo, sabendo também que muito daquilo que se sabe são “bocas” para ver se pega,
o empréstimo em tranches que aí vem é composto por, aproximadamente, um terço de dinheiro do FMI e o restante dos nossos amigos europeus.

O FMI empresta os carcanhóis a juro razoável (3,25 a 4,25%), os nossos amigos fazem negócio chorudo (juro a cerca de 6% !!) com o graveto que regateiam.

O FMI gostaria de nos ver a produzir cereais, os nossos amigos gostariam que nós lhos continuássemos a comprar.
O FMI gostaria de nos ver a apanhar peixe, os nossos amigos gostariam que apanhássemos o plástico do mar.
O FMI gostaria de se ver livre de nós, os nossos amigos querem-nos sugar o tutano.

Dos 78 mil milhões, 12 mil milhões vão para os sistémicos (bancos...)
e mais 35 mil milhões são para garantias (Parcerias PP, empresas públicas, ...)
(números redondos, porque para o comum dos mortais, mil milhões têm significado nulo por impossibilidade de imaginar o que representam).

Mais uns quantos mil milhões são para pagar os juros (sempre a crescer...) do empréstimo.

Os cidadãos pagam tributo feudal (ponto final).

Entretanto continuam a chegar cartas com aumento dos plafonds de crédito ao consumo e ofertas de aquisição, em prestações, dos mais diversos néctares e prazeres.

No dia 5 vamos votar.
Votar nos políticos, claro, porque os verdadeiros decisores não vão nessa cantiga.

Não é uma geração parva, mas o País inteiro.

LNT , [0.165/2011]


De Privatizar tudo porque Vivem acima d... a 11 de Maio de 2011 às 17:45
RESPIREM AGORA.

Uma fuga de informação do círculo íntimo de Passos Coelho deu a saber que este incerto estadista tem um trunfo que considera ser a sua marca de identificação política.
Guardou a sua divulgação para o fim da campanha eleitoral e está convencido que assinalará definitivamente a sua imagem:
a privatização do ar.

De facto, como muito bem disse o avô político do referido estadista, os portugueses têm respirado muito acima do que deviam.

Por isso, vos recomendo.
Respirem fundo, respirem já, mesmo com sofreguidão.
Quando o Passos Coelho mandar vão ter que cortar na respiração.

- por Rui Namorado


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO