FREGUESIA DA AMEIXOEIRA, Lisboa

 

Um pouco por todo o lado mas, sobretudo, ali para os lados das ruas Quinta das Lavadeiras e Cidade de Tomar é um completo desleixo e total abandono, tanto por executivo como pelas oposições. Será que tais eleitos vivem mesmo na freguesia?

Há quem diga que as oposições já nem abrem o bico. A ineficácia do executivo premeia-nos com estes mimos. A bicharada sente-se à solta. Conforme já me referiu um amigo “os moradores resolveriam o problema se criassem uma cooperativa e comprassem um rebanho de cabras”.

Se assim procedessem fariam jus à tradição da freguesia que, historicamente, sempre foi de silvicultura e pastorícia, contrariamente, segundo me diz um meu vizinho, que já ouviu, variadíssimas vezes na Assembleia desta Freguesia, a uma “ilustre” engenheira, pretender fazer aprovar um famigerado projecto florestal, no val da Ameixoeira. Será que quer dar emprego a alguns acólitos partidários?

Ideias malucas é o que é, coisas dignas de serem vistas é que não há maneira de aparecerem.

Pelos vistos, tanto de executivo como de oposições, estamos muito mal servidos, infelizmente.



Publicado por Zurc às 11:51 de 11.05.11 | link do post | comentar |

4 comentários:
De cidadão preocupado a 11 de Maio de 2011 às 16:24
Vocês brincam com coisas sérias, mas aqui na estrada nacional entre Queluz e Belas, continua por arranjar o muro onde nas últimas cheias desapareceu um carro com duas ocupantes que nunca apareceram.
Que é umas ervazitas na vereda do quintal que dá para rua aí na Ameixoeira, que não em risco a vida de ninguém, comparado com esta falta de zelo seja ele municipal ou das estradas de portugal?


De Preocupado lá da rua a 11 de Maio de 2011 às 16:11
Então cá na minha rua é só cagalhotos de cão nos passeios e beatas às portas dos cafés...
A Junta comprou aqueles aspiradores motorizados que fazem um chiqueiral do catano, mas tá bem ó preto, tá tudo na mesma. Eles passam com aquilo a aspirar, a aspirar, mas não têm pontaria nenhuma... até parece que fazem de propósito. Se calhar fazem, a única coisa que fica depois da traquitana passar é um zumbido insuportável nos ouvidos porque a porcaria dos cagalhotos e das beatas ficam lá todas.
Se fosse eu que mandasse metia-lhes era o aspirador no ... para ver se aprendiam a aspirar como deve ser.


De Calipulense a 11 de Maio de 2011 às 15:02
Antão nã queira vocemecê lá saber ao estado a que isto chegou aqui em Estremoz. São autenticas porqueiras nas ruas mais escondidas da vila.
Já ninguém alimpa como dantes, nã é compadre?


De Queluzense a 11 de Maio de 2011 às 13:58
Então nem queiras saber como é aqui em Queluz...
Ele há zonas em que o «mato» até parece África em hora de ponta.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO