De Zé T. a 15 de Junho de 2009 às 10:41
De Zé T. a 9 de Junho de 2009 às 10:48
Excelente análise (de P.Pedroso), mas não está completa...

«... (M.Alegre) manifestar-se contrário a algumas opções do Governo liderado por José Sócrates, lamentando que as suas críticas não tenham sido ouvidas.

"Eu também sou socialista e quando um partido perde, perdem todos. Sou solidário com esses resultados, embora todas as minhas posições críticas, que infelizmente não foram ouvidas, parecem confirmadas pelos resultados" ...»

«(Medeiros Ferreira:) ...depois das locais e das presidenciais, e de quatro anos de governo de choque, não seria de esperar apoios entusiásticos em eleições como as europeias. Muito menos comparar com as eleições para o PE de 2004 tendo em conta os números da vitória da equipa Sousa Franco-António Costa quando o PS estava em pleno estado de graça na oposição ao executivo Barroso-Paulo Portas.
Ficar atrás do PSD agora significa que o PS vai deixar de ter grande parte do apoio dos interesses económicos que se colaram ao governo Sócrates até aqui. Com a vitória do PSD a direita política reaparece ...»

Por muito que o discurso mude (e não creio que mude tanto assim...), por mais que as práticas se alterem (e tb não o creio...), o PS/Governo destes dirigentes está «marcado» ...
e não creio que os manifestantes e descontentes (tradicionalmente votantes no PS, mais os descontentes militantes que se calaram, mais outros eventuais simpatizantes e apoiantes sem partido ou com ''voto útil''), até Outubro, esqueçam:
- a crise, o desemprego, o assédio no trabalho, a mobilidade especial, o novo Código de Trabalho, a 'flexi-insegurança', as novas carreiras, a nova avaliação/ SIADAP,
- o aumento da idade de reforma e a penalização pela antecipação, a perda de estatuto de funcionário público, a manipulação/acordo da UGT,
-os atropelos e ataques a todos os opositores, as 'Drens', ...
-as tropelias e falhas de transparência nas obras públicas, na economia, na banca,
- os vencimentos e regalias de nababos de certos administradores, as acumulações e reformas milionárias de alguns, as aquisições de carros topo de gama e outros luxos para políticos,
- as nomeações de 'para-quedistas' e de 'jovens assessores',
- a não-justiça, ...
- etc, etc.



De Bandarra a 15 de Junho de 2009 às 10:43

Confirmou-se
o que aqui no Luminária (e antes no PSLumiar) já vários comentadores tinham referido:

que as centenas de milhares de descontentes (talvez maioritariamente da ''classe média'', letrada e ligada ao Estado)... mais seus familiares iriam influenciar fortemente a balança eleitoral ...

e que não esqueceriam facilmente os 'ataques' que sofreram à sua estabilidade...

e até Outubro 2009 também não vão esquecer ... especialmente se o PS continuar a afirmar que vai continuar no mesmo rumo.

Se continuar no mesmo rumo (e com actores como V.Canas, S.Silva, M.J.Rodrigues, M.Pinho, 'jamé', ... Almeida Santos), o PS bem pode esquecer a governação por umas décadas, e pode ter a certeza que os seus militantes vão continuar a diminuir ... para números próximos dos do PCP !!

- olhem o exemplo do Partido Trabalhista inglês, que passou para 3º lugar !!!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres