1 comentário:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 25 de Maio de 2011 às 12:26
A sério? Não não é possível... E é caso único? Então a importância é relativa. Agora se há mais destes ou semelhantes... Mas não, deve ser caso único.
É como às cartas de condução compradas... E as inspecções automóveis em que os carros nem vão lá...
Tretas que os Jornais Público ou outros só souberam agora... Antes ninguém sabia. Coitados, devem andar sem notícias. Ou então é conspiração, como no caso daquele francês do FMI... também nínguém sabia do comportamento tendencional do senhor em sociedade e agora tá tudo admirado ou então foi armadilhado... Só tenho coisas que me ralam!


Comentar post