4 comentários:
De Militante a 4 de Junho de 2011 às 01:00
Como militante socialista, repito, militante e não inscrito no PS, defendo, melhor, QUERO que o PS ganhe, ainda que tenha consciência que o sucesso do PS implica uma derrota de Sócrates.
“ O grito de José Régio no Cântico Negro – Não sei para onde vou/Sei que não vou por aí” politicamente nunca fez tanto sentido como nas actuais eleições.”


De Votar à Esquerda ou no centrão ? a 3 de Junho de 2011 às 18:16
A quarta razão
(- por Miguel Cardina)

José Sócrates terminou ontem um almoço em Penafiel anunciando três razões para votar nestas eleições no PS.

Faltou uma quarta:
o PS é o único partido que, dizendo-se de esquerda, apoia um conjunto de medidas que não só não o são,
como, estando algumas delas ao arrepio da Constituição, apontam em última análise para uma futura revisão descaracterizadora do seu sentido mais profundo.

Já se tinha dito isso no Manifesto dos 74 e pessoas como Vasco Lourenço também o mencionaram com preocupação há algumas semanas.

Ontem foi a vez de Gomes Canotilho anotar os aspectos inconstitucionais do programa da troika, nomeadamente as alterações propostas em matéria laboral e orçamental.

Era bom ter-se discutido seriamente isto durante a campanha.


De Anónimo a 3 de Junho de 2011 às 17:27
Concordo com JL que este blog é um bom exemplo de espaço plural de opinião política, com autores e textos diferenciados.

Concordo que o PSD e CDS são PIORES escolhas para a maioria dos cidadãos ... do que o PS.
Mas os eleitores são Livres para escolher (por enquanto)... e assumir as suas responsabilidades e consequências.

Para mim, as 'amostras' desempenhos lideranças e 'não-programas' só servem para fazer uma Não-Escolha :
Não votar PSD nem CDS . .. e neste PS também não.

Mas, porque acredito na Democracia e na Cidadania, vou VOTAR.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 3 de Junho de 2011 às 19:33
Plenamente de acordo com este sr. anónimo.
E também eu vou votar.
Mas acho deplorável que o mais alto exercício que uma democracia tem - o voto, seja feito pelo cidadão, não porque considera que em quem vai votar seja o que considera melhor para o País, mas sim porque é o menos mau entre os piores...
JL diz aqui neste post que vai votar no PS, não porque lhe agrade o programa eleitoral do partido ou porque reconhece no seu líder competências, idoneidade ou outros predicados..., mas JL vai votar no PS para que Passos Coelho com ou sem Paulo Portas, não ganhem as eleições.
Pobre País, tristes eleitores que não escolhem quem querem para o governo, escolhem quem não querem para governo do País.
São escolhas pela negativa. Logo, não se augura nada de bom para todos nós!


Comentar post