2 comentários:
De longa travessia por Almada a 20 de Junho de 2011 às 10:05
Foi só depois de sair de militante do PSD ( será que chegou a sair?) que José Sócrates conseguiu dar o seu contributo para a realização do sonho de Sá Carneiro:
uma maioria, um governo, um Presidente.
Se há alguém que merece figurar na lista dos destacáveis do PSD, é sem dúvida, José Sócrates.
Quanto ao PS vai ficar um longo período sem
maioria, sem governo e sem presidente.
Tem o que merece


De Zé Pessoa a 16 de Junho de 2011 às 16:15
Para que tal acontecesse seria necessário que o próximo futuro líder e a estrutura dirigente saída do próximo congresso fossem capazes de promover eleições, em toda a estrutura partidária, com a obrigatoriedade (estatutária e pratica) de existirem, em cada secção (residência , sectorial e temáticas), em cada concelhia, em cada federação, pelo menos duas listas e das quais os actuais lideres não fazer parte ou promover. Além das tão famigeradas primarias que já cheiram algo a mofo de tanto retardamento a que urge dar resposta.
Uma clara e inequívoca refundação da democracia partidária e correcção de vícios instalados. Alguém acredita nisso?
Se assim não for tudo continuará a marinar em apodrecimento antidemocratico.


Comentar post