3 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 21 de Junho de 2011 às 10:41
Num país em recessão e em crise social e económica profunda, estas coisas são merdelices.
haja seriedade, não percam tempo.


De Surpreende a 21 de Junho de 2011 às 11:48
Tem toda a razão, é preciso que este povo se deixe de andar apegado a ninharias e arregace as mangas para coisas efectivamente séria.

E, o PSD surpreende pela positiva, agora parece que vai propor Assunção Esteves como nova candidata para a presidência da Assembleia da República.

Se for eleita, Assunção Esteves será a primeira mulher na história do Parlamento a desempenhar tal cargo. No entanto, ainda não há garantias de que o segundo nome indicado pelos sociais-democratas tenha luz verde, uma vez que a eleição do presidente da Assembleia da República está fora do acordo entre o PSD e o CDS-PP .

Não creio que o CDS mantenha o voto em branco e que os socialistas vão votar contra.

É muito significativo e inovador ter uma mulher como segunda figura do Estado.

É caso para dizer às mulheres socialistas, que não estão satisfeitas com o partido, mudem-se... ou mudem o partido mas, não olhem para o umbigo.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 21 de Junho de 2011 às 13:03
pelo pensamento vigente no PS qualquer dia ao lado do «Movimento das Mulheres Socialistas» iremos ter o «Movimento dos Gays, Lésbicase afins Socialistas», o «Movimento dos Pretos, Amarelos e Assim-assim» e outras peuquenas ou grandes particulariedades a fazer manifestos internos...


Comentar post