De De Z Pessoa a 22 de Junho de 2011 às 17:15
Eu tambem apoio se o candidato a futuro líder se comprometer que ele e a estrutura dirigente, saída do próximo congresso, vão promover eleições, em toda a estrutura partidária, com a "obrigatoriedade" (estatutária e prática) de existirem, em cada secção (residência , sectorial e temáticas), em cada concelhia, em cada federação, pelo menos duas listas e das quais os actuais lideres não fazer parte ou promover.
Uma clara e inequívoca refundação da democracia partidária e correcção de vícios instalados.
Se assim não for tudo continuará a marinar em apodrecimento antidemocratico.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres