3 comentários:
De Desperdiçar eDANAR o capital HUMANO...!! a 30 de Junho de 2011 às 15:01
A Crise, o Desperdício e a Discriminação Etária como Gestão Social Danosa!

[ DESEMPREGO: sinais de depressão e ansiedade aumentam depois dos 50 anos ]

... os desempregados de longa duração deixaram de ser os, demasiadas vezes!, injustamente acusados de "subsidiodependência",
os excluídos, os desintegrados ou aqueles que o senso comum apontou, durante muito tempo, de forma leviana, como "os que não querem trabalhar"...

Os desempregados de longa duração são, hoje, pessoas no auge da chamada "idade activa", em plena posse das suas maiores competências para o desempenho de funções profissionais,
quer pela experiência adquirida quer, por deterem esse um factor determinante da boa gestão:
o sentido de responsabilidade social!...

Porque hoje os desempregados de longa duração são pessoas adultas, válidas psicossomaticamente, experientes, capazes de enfrentar a própria inovação e que, vítimas das várias faces dos cataclismos que, "em dominó", a crise económico-financeira tem vindo a provocar, ficaram sem trabalho e se encontram, súbita e dolorosamente!, na situação de DISCRIMINADOS em FUNÇÃO DA IDADE!!!...

o problema, para além de reflectir uma completa desinteligência na gestão do mundo laboral (seja público ou privado!),
acresce à própria crise uma dimensão absurda de desperdício do maior capital de que depende toda a economia e toda a sustentabilidade social: os recursos humanos!

O facto é grave ao ponto de provocar evidentes efeitos ao nível da saúde mental pública e de evidenciar a incapacidade de repensar a revitalização da estrutura socio-económica,
contribuindo para a reprodução e a multiplicação da exclusão, da pobreza e do depauperar dos recursos nacionais!...
Reconheçamo-lo:
a discriminação etária é um poderoso instrumento de gestão social danosa!

(-por http://anapaulafitas.blogspot.com/ 29.6.2011)


De - Programa PSD/CDS ?!? ProMata...- a 30 de Junho de 2011 às 14:30
A ILUSÃO LIBERAL E TECNOCRATA !

O Programa do novo governo confirma aquilo que já se vislumbrava com a constituição do mesmo !
A ilusão liberal e tecnocrata !
A ilusão de que com um «choque liberal» e muita competência curricular temos a salvação !
A prática e o dia a dia vão ser a verdadeira prova dos nove!

Todo o texto do programa visa fundamentalmente cumprir o memorando da troika,
continuar e aprofundar o DESMANTELAmento do ESTADO SOCIAL,
embaratecer os custos do TRABALHO diminuindo em particular os rendimentos de quem trabalha.
Apoiar através de vários mecanismos a TRANSFERência de capital das CLASSES MÈDIAS e TRABALHADORAS para os grupos PRIVILEGIADOS empresariais e investidores nacionais e internacionais !
O resto é ideologia ou seja um conjunto de ideias, preconceitos, mundovidências e teorias que devem justificar esses objectivos !

Para se conseguirem estes objectivos estamos a viver um período de uma democracia APRISIONADA e submetidos a um plano extremamente duro de AUSTERIDADE que vai EMPOBRECER a MAIORIA do povo português!

Num rebate de má consciencia o programa do governo prevê então um Plano de emergência social, ainda apenas esboçado, mas onde dá para se perceber que será um esquema discriminatório dos mais pobres que são á partida considerados malandros e preguiçosos !

Neste Plano a economia social está concebida da forma mais arcaica possível, pois apenas são faladas as misericórdias e as IPSS !
As cooperativas e o nosso movimento cooperativo, associações de desenvolvimento local, fundações e ongs não são uma única vez sequer faladas !
Ou seja para o PSD/CDS no movimento social em Portugal apenas existem as organizações que lhes são afectas politicamente !

O PROGRAMA é assim um texto LONGO, sem metas MENSURÁVEIS, por vezes INCOERENTE, e muito POBRE sob ponto de vista político e ideológico!
O verdadeiro programa é o memorando da troika!

-por A.Brandão Guedes, http://BesTrabalho.blogspot.com , 29.6.2011


De - Programa VICIOSO e MALicioso - a 30 de Junho de 2011 às 16:41
Catálogos

O programa do governo é um conjunto de quatro catálogos.
O primeiro catálogo é para a MAIORIA da população e promete viagens, em turística, com um único destino:
a Grécia do círculo VICIOSO de austeridade, recessão, desemprego, nova ronda austeridade, até ao estoiro final.

O segundo catálogo é para GRUPOS económicos, sobretudo ESTRANGEIROS, em busca de RENDAS e promete VENDER, com DESCONTO, activos estratégicos do Estado, com excepção de uma CGD diminuída.

O terceiro catálogo promete dar um novo impulso ao inventivo e gradual processo de FRAGILIZAÇÃO, em parceria com privados, dos serviços que constituem o núcleo central do ESTADO social:
centros de saúde à venda, contratos de associação nas escolas, concessões, fornecimento de mão-de-obra grátis para o assistencialismo.
Na segurança social pública serão feitos todos os investimentos intelectuais e políticos para a reduzir a um programa assistencial.

Haja imaginação neste parque de diversões que fará as delícias de grupos financeiros bem graúdos e de algumas instituições de caridade miúdas.

O último catálogo promete criar todas as condições para que os TRABALHADORES vendam a sua força de trabalho por um salário directo e indirecto mais BAIXO e com condições de trabalho menos seguras:
precariedade renovada, trabalho temporário incentivado, despedimento mais fácil e barato, horários cada vez mais baralhados.
É um catálogo para patrões medíocres.

Quatro catálogos que compõem um país socialmente ainda mais INJUSTO e uma economia ainda menos civilizada.
O que fazer?
Dar uma olhadela aos quatro catálogos, perceber a sua lógica global, e deitá-los fora.
Na reciclagem, não se esqueçam.
(-por João Rodrigues , 29.6.2011, http://ladroesdebicicletas.blogspot.com/ )


Comentar post