De Governo NeoLib ao serviço de quem ?! a 18 de Julho de 2011 às 12:03
Não há stresse...

Os BANCOS-lixo nacionais lá passaram nos testes de stresse.
O prestimoso governo veio logo reafirmar que alguns mil milhões de euros estão disponíveis para o que der e vier, sem quaisquer contrapartidas, claro.
O governo sabe que o aprofundamento da crise, obra da austeridade, aumentará a fragilidade financeira, mas que não pode haver stresse para quem tem poder.

O stresse, como temos sublinhado, é transferido para outros, para muitas FAMÍLIAS e empresas, apanhadas numa relação assimétrica com a banca.
A economia é política, entre outras razões, porque se trata de saber quem é que tem poder para transferir custos para terceiros…

-----------

Pilhar

O jornalista Rui Peres Jorge faz um bom apanhado da recente opinião económica convencional sobre PRIVATIZAÇÔES nas periferias europeias para chegar à conclusão que “as privatizações não resolvem a crise”.
Aliás, a venda entusiástica dos bens estratégicos do país a preço de SALDO revela bem a cumplicidade das nossas elites com um capitalismo de PILHAGEM com escala internacional.

Como sublinha Eugénio Rosa, contrariando um discurso oficial cada vez mais aldrabão, trata-se de aprofundar a inserção dependente de Portugal e de canalizar cada vez mais recursos para o exterior.

(- por João Rodrigues , Ladrões, 16.7.2011)


De ..Ladrões de Guimarães !! a 18 de Julho de 2011 às 13:34
Nunca é demais divulgar.
Isto está confirmado.
Portanto o imposto especial também irá dar o seu contributo a estes "trabalhadores"...!


Assunto: FOLHA SALARAIAL da Fundação Cidade de Guimarães ............inacreditável !!!!!!!!!!!

Reencaminhem, p.f., ao maior nº de contactos possível!
É imperioso e urgente que o nº máximo possível de Portugueses tomem conhecimento destas vergonhas!!!
Verdadeiro crime social!!! (entre muitos outros).


Folha salarial da Fundação Cidade de Guimarães


Folha salarial (da responsabilidade da Câmara Municipal) dos
administradores e de outros figurões, da Fundação Cidade de Guimarães, criada para a Capital da Cultura 2012:

- Jorge Sampaio - Presidente do Conselho de Administração:
14.300 € (2 860 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 500 € por reunião
- Carla Morais - Administradora Executiva
12.500 € (2 500 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião
- João B. Serra - Administrador Executivo
12.500 € mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião
- Manuel Alves Monteiro - Vogal Executivo
2.000 € mensais + 300 € por reunião

Todos os 15 componentes do Conselho Geral, de entre os quais se
destacam Jorge Sampaio, Adriano Moreira, Diogo Freitas do Amaral e Eduardo Lourenço, recebem 300 € por reunião, à excepção do Presidente (Jorge Sampaio) que recebe 500 €.

Em resumo: 1,3 milhões de Euros por ano (dinheiro injectado pelo Estado Português) em salários. Como a Fundação vai manter-se em funções até finais de 2015, as despesas com pessoal deverão ser de quase 8 milhões de Euros !!!
Reparem bem: Administradores ganhando mais do que o PR e o PM !

Esta obscenidade acontece numa região, como a do Vale do Ave, onde o desemprego ronda os 15 % !!!
Alguém acredita em leis anti-corrupção feita por corruptos?
CONFIRMEI QUE É VERDADE
A questão foi levantada pelo Deputado Agostinho Lopes, do PCP, e amplamente noticiada

FONTES:

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA:
O Deputado de PCP Agostinho Lopes fez uma pergunta ao Governo nesse sentido, anexando os dados.

É a pergunta ao governo nº 682/XI (2ª), de 2 de novembro de 2010, Assunto: Vencimentos do Conselho de Administração da Fundação Guimarães, Capital Europeia da Cultura; (encontrei aqui:
http://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c3246795a5868774d546f334e7a67774c325276593342734c584a6c635639775a584a59535339775a7a59344d693134615330794c6e426b5a673d3d&fich=pg682-xi-2.pdf&inline=true )


RTP:
http://www.rtp.pt/noticias/index.php?headline=46&visual=9&tm=8&t=Deputado-Comunista-considera-um-escandalo-vencimentos-da-administracao-da-Fundacao-Cidade-de-Guimaraes.rtp&article=387546


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres