Lisboa: Nova divisão administrativa das freguesias

 

Segundo divulgou a Lusa, o executivo Camarário vota esta quarta-feira a proposta final da reforma administrativa, resultante de um acordo entre a distrital do PSD e a federação da área urbana do PS que reduz das actuais 53 para 24 as freguesias e propõe novos nomes, assim como ligeiros acertos limítrofes.

Avenidas Novas (que deriva da unificação das anteriores freguesias de São Sebastião  da Pedreira e Nossa Senhora de Fátima), Santa Maria Maior, Areeiro,   Santo António e Santa Clara (junta actuais Charneca e Ameixoeira), são algumas das novas designações das freguesias.   

Além das já referidas é criada, também, a nova freguesia da Misericórdia, que resulta da junção  das actuais Mercês, Santa Catarina, Encarnação e São Paulo, e ainda a Estrela,  que une a Lapa, Santos-o-Velho e Prazeres.   

Já a freguesia de Santa Maria Maior junta numa única unidade política  Mártires, Sacramento, São Nicolau, Madalena, Santa Justa, Sé, Santiago,   São Cristóvão e São Lourenço, Castelo, Socorro, São Miguel e Santo Estêvão.  

A nova unidade política de Arroios junta Anjos, Pena e São Jorge de  Arroios, enquanto a nova freguesia de São Vicente resulta da junção de Santa  Engrácia com a Graça e São Vicente de Fora.   

A freguesia de Campo de Ourique passa a abranger as áreas de Santo Condestável  e Santa Isabel e a nova freguesia de Santo António abrange as anteriores  São Mamede, São José e Coração de Jesus.    

Alvalade resulta da junção das anteriores freguesias de Campo Grande,  São João de Brito e Alvalade, a do Areeiro reúne o Alto do Pina e São João  de Deus e a de Belém junta São Francisco Xavier e Santa Maria de Belém. 

São Domingos de Benfica, Marvila, Beato, Lumiar, Carnide e Campolide  sofrem apenas ligeiras alterações nos seus limites administrativos oficiais  e é criada a freguesia do Parque das Nações.  

A proposta prevê ainda a transferência de novas competências para as  juntas de freguesia, sugerindo um reforço superior a 40 milhões de euros.  

Depois da câmara municipal, a proposta ainda tem que ser aprovada pela  assembleia municipal e seguir depois para o órgão legislativo competente,   a Assembleia da República.

Apesar de muitas e significativas mudanças a mais profunda e radicalmente mudança conceptual fica por fazer. Ainda não foi desta vez que o poder político nem os fregueses foram capazes de cortar com o “cordão umbilical” ou seja a concepção paroquial originária.

Continuamos apegados ao conceito originário das “Juntas Paroquiais” ligadas a imagens religiosas persistindo-se numa confusa mesclagem entre o profano e o religioso, entre o poder administrativo (freguesias) e o poder religiosos (as paroquias). Perdeu-se a oportunidade de irmos mais além na senda de um marcante governador como foi o Marques de Pombal. Contentemo-nos com o avanço produzido que já não é nada mau.



Publicado por Zé Pessoa às 12:28 de 20.07.11 | link do post | comentar |

4 comentários:
De Vila Franca de Xira a 22 de Julho de 2011 às 14:47
Uma das exigências colocadas no acordo/ memorando assinado com “Troika” é a obrigação do Governo português, fundir de autarquias. Assim irão desaparecer concelhos e freguesias através de um processo de absorção/fusão entre umas e outras.

No caso de Vila Franca de Xira e na decorrência de um estudo encomendado pela Anafre (associação de freguesias) foi apresentada uma proposta de reduzir o concelho a três autarquias, Freguesia/concelho de Vila Franca de Xira, freguesia da Póvoa de Santa Iria e freguesia de Alverca.


De Aprovado a 22 de Julho de 2011 às 10:30
Novo mapa para as freguesias de Lisboa aprovado apesar dos protestos da oposição

António Costa salientou que a divisão de Lisboa em 24 freguesias “não se trata de uma reforma para reduzir o número de freguesias, mas sim para alterar o modelo de governação da cidade”.


De De freguês ameixoeirense e socialista a 20 de Julho de 2011 às 14:27
Santa Clara?
Só se for em homenagem ao Zé (Sá Fernandes) pela conclusão das obras da Quinta com o dito nome. Lembram-se da promessa feita que por esta altura do ano estariam inauguradas ou por aí perto.
Afinal o Zé (não) faz falta!


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 20 de Julho de 2011 às 14:37
Se calhar queriam Santa Escura.
Afinal não estamos propriamente na Amadora, heim...


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO