3 comentários:
De anónimo a 14 de Setembro de 2011 às 10:57
A autonomia é a grande conquista e é tudo muito bonito. Mas com IRRESPONSÁVEIS do calibre de Jardim passa tudo a muito negro.

Jardim pela péssima gestão que tem feito dos dinheiros públicos da Madeira devia estar numa cadeia de alta segurança. Ele a sua pandilha.

-----------------------
Jardim preso? E muitos mais.

Mas isso nunca acontecerá. Se ladrões encartados, profissionais do golpe na Banca, estão cá fora ou viver bem em outras ilhas.

Este povo é burro. Gosta de sofrer (e vota sempre nos mesmos...)


De .Nepotismo regional ...e os outros? a 4 de Outubro de 2011 às 14:19
7 famílias mandam no Governo Regional há 30 anos

Os 35 anos de poder absoluto de Alberto João Jardim, na Madeira, transformaram o Governo Regional, numa monarquia hereditária.
São sete as famílias que vivem na sombra do líder madeirense, há mais de 30 anos.

As lealdades familiares e as amizades partidárias ocupam lugares na administração pública madeirense e as centenas de ''jobs for the boys'' estão por todo o lado, desde casas do povo, juntas de freguesia, clubes, a empresas públicas, institutos, associações desportivas, etc..

Segundo o Diário de Notícias, as relações de "primos e primas" e o efeito histórico do "cartão laranja" tomaram conta de uma região autónoma com pouco mais de 260 mil habitantes.

Na ilha de Alberto João Jardim há sete famílias que há mais de 30 anos estão e mandam no Governo Regional da Madeira, segundo aquela publicação.


Comentar post