1 comentário:
De J.Freguesia: Má gestão. a 29 de Junho de 2012 às 11:54

A vida numa freguesia

(- http://madespesapublica.blogspot.pt/ 29.6.2012)

Vale a pena ler as peripécias do autor do blogue Freguesia de Tadim (Braga) na Assembleia de Freguesia.
Os atrasos, as perguntas sem resposta e obras que não servem para nada.
O Má Despesa desconhece se o autor irá candidatar-se às próximas autárquicas.

- Atraso de 70 minutos. «Tal como anunciado em newsletter via correio electrónico no dia 25 de Junho, realizou-se hoje a Assembleia de Freguesia de Tadim; o email recebido pelos subscritores da newsletter, e tal como anunciado no próprio site oficial da Junta de Freguesia de Tadim, dava conta que esta Assembleia se realizaria hoje, dia 27 de Junho “pelas 21h30”. (…)
Por razões que a Mesa da Assembleia e o próprio sr. Presidente da Junta aludiriam no decurso da Assembleia, o atraso no início dos trabalhos – atraso de 70 minutos – deve-se a ter havido um jogo de futebol com uma equipa portuguesa e onde, disse-se, estava em causa o “interesse nacional”»

- Uma nova sede sem preço. «Quanto vai custar, afinal, o novo edifício-sede da Junta de Freguesia de Tadim? pergunta sem resposta».

- Lâmpadas para piqueniques nocturnos. «As várias lâmpadas de grande consumo implantadas no parque de merendas serão alguma vez utilizadas? - pergunta sem resposta por parte do sr. Presidente da Junta por, no seu entender, a pergunta ser despropositada»

- Um parque de piqueniques com câmara de videovigilância! «No parque de merendas existe o que aparenta ser uma câmara de videovigilância? A mesma está legalizada?
Foi-me respondido, no momento próprio, pelo sr. presidente da Junta que “tudo o que Junta faz é legal”. No alinhamento dessa resposta, um outro elemento da Junta referiu que “está a ser legalizada”.
Permaneço na dúvida: aquela câmara de videovigilância está ou não está legalizada?»

- Criticado por andar de bicicleta no adro. «Colocadas as perguntas e ouvidas as respostas possíveis, dou também nota pública (porque a Assembleia de Freguesia é ela própria um acto público, assim como tudo o que ali é tramitado) da aparente indignação do sr. Presidente da Junta e de outro elemento (que não sei nomear) pelo facto de o primeiro me ter visto “várias vezes” a andar de bicicleta (!) no “adro da igreja“.
Confesso-me surpreso e não consigo enquadrar o facto de eu andar de bicicleta nos espaços públicos da freguesia, mais ainda no “adro”… fora da jurisdição da Junta de Freguesia. “É uma falta de respeito”, disse o outro elemento da Junta.»


Comentar post