Este País não é para ser levado a sério.

«Não existe

no Código Penal

qualquer crime

que julgue um político

por gestão danosa

no exercício do seu mandato»

Rui Rangel, Juiz Desembargador

 

Tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é fado...



Publicado por [FV] às 10:12 de 22.09.11 | link do post | comentar |

3 comentários:
De Xa2 a 22 de Setembro de 2011 às 12:39
Política responsável ... ou outra coisa.

Responsabilizar politica e economicamente quem o elegeu (em democracia), obriga os ELEITORES a serem mais informados, responsáveis e vigilantes, i.e. obriga-os a pensar e/ou a PAGAR.

Responsabilizar o ELEITO ..., num estado de direito (e de direita), só através do que existe/prevê a Lei (que neste caso sobre a má gestão/dolo nada refere pois os eleitos políticos, no exercício do seu cargo, são inimputáveis !; já quanto à ocultação incumprimento de algumas regras pode ser 'multado' apenas !).

Daqui se depreende que...

. se os portugueses querem continuar a viver em Democracia e num estado de Direito,

-- têm de fazer algo para obterem JUSTIÇA também no domínio político...

-- têm de VOTAR (e talvez de modo diferente),

-- têm de EXIGIR mudanças LEGISLATIVAS (à A.R. e aos dirigentes dos partidos),

-- têm de se UNIR, ser Cidadãos Activos Responsáveis e estar vigilantes,

-- têm de mexer-se e deixar de ser enganados com ''pão e circo'', ...


. Como alternativas ...

-- nada fazer e continuar a ser ESPOLIADOS e gozados;

-- fazer uma REVOLUÇÂO;

-- caminhar para a Barbárie.


»» CIDADÃOS, façam as vossas escolhas !



Xa2, Luminaria


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 22 de Setembro de 2011 às 15:17
Importa-se de me esclarecer o seu comentário?
1) Quando diz que temos de fazer «algo», o que é?
1a) esse algo é o marido da alga?
1b) Ou comer um «FerrerRoché» como no anúncio da senhora quando diz: apetece-me «algo»...
1c) A que algo se está a referir?
2) Quando diz «votar de forma diferente» a que se refere?
2a) Ir à urna a fazer o pino no dia das eleições? Ou de costas, tipo «gay»?
2b) Pegar no voto e fazer um «avião» e atirá-lo pela janela?
2c) Meter o voto no bolso e ir à casa de banho?
3) Quando escreve «temos que exigir»...
3a) Está a pretender que vamos todos cantar para a porta da AR, queremos mais, muito mais... e fazer beicinho?
3b) Ou basta ir à AR e pedir: »Faz favor», tá? Faz lá se não eu choro...
4) Unir e vigilantes...
4a) Com cola? Tipo cientistas ao tecto?
4b) Fazer vigília à porta da AR?
4c) Ou colamos uma vela à estátua do leão nas escadas da AR?
5) Pão e circo?
5a) Pão já vai faltando...
5b) E palhaço já andamos todos a fazer à que séculos...

E então explicar-me melhor as alternativas indicadas.
Porque de revolução não entendo nada, pensava que já tinha sido feita e que estávamos em democracia e quem se revolta contra a democracia... ai, ai, leva tau-tau!
De Barbies não entendo nada
Só entendo mesmo a primeira hipótese a de ser parvo e espoliado. Essa já começo a andar habituado!


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 22 de Setembro de 2011 às 10:32
Na governação do país (ou duma região) a ocultação de informação apenas pode dar origem a uma contra-ordenação.
O que se passou na Islândia, de levar a tribunal os dirigentes que a afundaram, no Portugal actual: «Jamais», como diria o outro... A lei não prevê.
Na Madeira temos um Jardim que, competentemente ou não, sabe o que faz... com os dinheiros públicos, com os que tem (orçamento) e com os que não tem (ocultando).
Em Paris, temos um português «desocupado», que almoça em restaurantes de luxo, e que paga, para além do seu repasto, o de todos os outros que o «cumprimentaram» nesse local...
Não há dúvida que a «crise» quando chega não é para todos e que a justiça em Portugal para alguns, se chegar alguma vez, só se for a «divina» no além, porque a terrena para existir, tinha que estar legislada e não está.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO