4 comentários:
De . contra Empobrecimento / Austeridade... a 3 de Outubro de 2011 às 14:26
A Democracia Contra a Crise...

Ontem, 1 de Outubro, o povo saiu à rua, em Lisboa e no Porto, em nome da luta contra o empobrecimento!

A manifestação, cuja mobilização foi sintomática em relação ao sentir generalizado das pessoas que, entre informação, contra-informação, medos e preconceitos, não reconhecem alternativas execuíveis e credíveis ao poder instituído mas sabem que a estratégia em curso é demolidora para as suas condições de vida,
foi, contudo, reduzida às "manchetes" com que a comunicação social classificou a iniciativa, relevando não o facto em si mas, isso sim,
o dispositivo policial preparado pelas autoridades para enfrentar a contestação social, suscitando o medo de manifestação popular, sob a capa de uma ameaça velada... é pena!

Neste momento, Governos, Populações e Comunicação Social deviam unir-se para pressionar a mudança económica e política,
ao invés de assumirem a subserviência temerosa que de nada adianta e apenas reforça a ineficácia das lógicas contemporâneas do poder dominante...

esperariamos outra coisa? Talvez... uma vez que, para além do movimento de indignação que correu o mundo europeu e médio-oriental ao longo do ano em curso (e voltará a ter expressão, entre nós, no próximo dia 15 de Outubro),
até em Wall Street são mais de 2.000 (entre eles Noam Chomsky, Susan Sharandon e Michael Moore) os
que se manifestam contra a austeridade enquanto resposta à crise (ler AQUI)...

Paula Fitas, ANossaCandeia



De Contra o EMPOBRECIMENTO e as INJUSTIÇAS a 3 de Outubro de 2011 às 14:35
. Contra o Empobrecimento... (e as injustiças )

Mais do que nunca -ou talvez como sempre!, os dias que correm, justificam as causas... para que as vozes se não calem perante a descrença e o ritmo inexorável das dinâmicas que os poderes imprimem à realidade!...
Não, não se trata de corporativismo ou de uma persistência em actos de fé que, por vezes, parece associada à regular manifestação das forças mobilizadoras das massas;
trata-se de uma forma de exercício de cidadania - a mesma que tem dado corpo e expressão às exigências sociais e aos direitos das pessoas.

Hoje, Outubro de 2011, no contexto das crises internacional, europeia e nacional, face à evidência do descalabro de reformas e contra-reformas assentes na repetição cega do mesmo princípio (o da austeridade),
não será demais a afirmação colectiva da consciência cívica e política dos caminhos a que conduzem os processos, os fins e os meios que as forças dominantes continuam a adoptar... como se não houvesse alternativas!
E há!... houvesse a coragem política de por elas se optar e a força social capaz de as exigir!

"Contra o Empobrecimento!" é uma causa justa, nacional, europeia e internacional que devemos entender como apelo desinteressado (independentemente do uso que dele possa ser feito!) à participação, à unidade e à solidariedade, sem fronteiras ou preconceitos!... antes que seja tarde demais!

(-por Ana Paula Fitas, ANossaCandeia http://anapaulafitas.blogspot.com/2011/10/contra-o-empobrecimento.html#comments )


Comentar post