1 comentário:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 12 de Outubro de 2011 às 11:45
Este País não tem futuro.
Governantes, autarcas, patrões, sindicatos, trabalhadores, reformados ou aposentados, sejam eles quais forem, são todos muito bons nas soluções para a «crise», desde que não lhes toque a eles...
Como diria um amigo meu - vivemos em regime de proletariado - o povo está no poder.... porque nada distingue governantes de governados. Todos eles não têm visão estratégica nem a curto nem a médio prazo. Só pensam no «hoje» e «amanhã» logo se vê... Para não dizer - «quanto me toca a mim...» Todos «sabem» de tudo e para todos, mas não se reveem na sua mediocridade. Têm quase todos uma coisa em comum - o primeiro nome. Todos eles se chamam de «doutor» fulano ou sicrano.
Este País não tem futuro, não porque não haja excepções e não porque não exista gente que pensa para os outros em vez de pensar em si..., não porque não exista gente competente e até com soluções para fazer deste «cantinho» um país melhor, mais justo e mais equilibrado, quer política quer economicamente.
Este País não tem futuro, porque as poucas pessoas que poderiam fazer a diferença neste país, não estão disponíveis nem para aí viradas. Não querem ser achicalhadas e insultadas pelo próprio país, e porque não são «tontas» nem «suicídas».
E mesmo que fossem «loucas» e o tentassem, o «sistema», a «democracia» ou qualquer outra «porra» qualquer, não os deixava.
É por isso que eu julgo que este país não tem futuro, como País, claro!


Comentar post