2 comentários:
De - Como (não) vai reanimar a economia ?!! a 18 de Outubro de 2011 às 12:37

Jerónimo de Sousa
Governo "não explicou" como vai reanimar a economia

O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, quer saber como é que o Governo vai conseguir colocar a economia portuguesa a crescer em 2013 com todas as medidas de austeridade.

Jerónimo de Sousa falava esta noite na série de conferências do Clube dos Pensadores, que teve lugar em Vila Nova de Gaia, onde abordou todas as questões da actualidade, em particular, o Orçamento do Estado e a greve geral.

O secretário-geral comunista ouviu atentamente o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, mas ainda tem, pelo menos, uma pergunta a fazer. Com a recessão admitida, como será possível recuperar a economia a partir de 2013?

“O ministro não explicou a quadratura do círculo. Com menos investimento, menos poder de compra, salários e subsídios, como é que é possível o crescimento que ele [Vítor Gaspar] falou numa perspectiva de lá para o ano de 2013 pode ser que…”, questionou Jerónimo de Sousa, acusando o ministro de "pura
demagogia", quando disse que 2013 "será o ano de optimismo".

O Orçamento do Estado para 2012 desagrada a Jerónimo de Sousa e o país já caminha para uma nova greve geral. O líder comunista diz que essa luta é importante, mas não deve desvalorizar outras lutas.

“Essa forma superior de luta não deve desvalorizar lutas mais pequenas e modestas, com a certeza que, mesmo havendo greve geral, não seja um ponto de chegada”, sublinha.

Numa sala cheia de pensadores, um simpatizante do PCP sugeriu até a luta armada. A resposta de Jerónimo de Sousa foi pouco esclarecedora, por isso a Renascença pediu ao orador que se explicasse melhor.

“Estamos a tratar daquilo que é mais difícil, de resistir através da pequena luta, da concentração das pessoas, das populações, dos trabalhadores, dos pequenos e médios empresários e não como um acto único, designadamente uma revolução, que não estão criadas nenhumas condições para isso”, esclareceu.

Houve também um assumido simpatizante comunista a pedir ao líder que apure melhor a mensagem. Na resposta, Jerónimo disse que, se for preciso, até faz o pino.

A culpa, acrescentou, é da comunicação social que não aproveita o essencial da mensagem.


De Olá se muda a 17 de Outubro de 2011 às 15:23
Políticos a sério precisam-se!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Ora aqui está o busílis da questão.
Quando o povo for capaz de colocar gente competente nos lugares próprios isto muda, olá se muda


Comentar post