De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 27 de Outubro de 2011 às 17:15
Importa-se de me explicar como se faz o «contra-ataque»?
Se possível de uma forma simples e prática... como se eu fosse «burro», muito «burro» mesmo!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres