15 comentários:
De . títulos e comentários.23.11.2011. a 23 de Novembro de 2011 às 10:34
---- IRS castiga subsídio de refeição
Proposta dos deputados do PSD e CDS agrava carga fiscal sobre empregados por conta de outrem. - CM
(como sempre !! )


---- Carvalho da Silva: ''Estamos sob ocupação estrangeira'' - JN
(e com governantes fantoches, vendidos ao grande capital !! )

---- Um deputado do PSD pode votar por 25 na Madeira. PSD garante assim que nenhuma proposta da oposição venha a ser aprovada quando tiver ausências na sua bancada. Alterou também a definição de quórum, ao decidir que o parlamento (ARM) pode funcionar em plenário com um mínimo de ''um terço do número de deputados''. - Público

(para o PSD isto é '' nova democracia representativa'' !!, próximos passos:
o líder de cada bancada poder votar por todos os restantes deputados (estes vão tratar das suas 'parcerias público-privadas' e gerir 'eficaz-crateramente' os serviços/empresas públicas); exportar este modelo para o cont'nente; ...)

---- Políticos acumulam subvenção com salários privados - I (...).
---- Propostas do PS vão para o lixo. - I
(o que esperava o tanso do inSeguro/PSocas... ao dar ''cheque em branco'' ao governo, dizendo logo que aprovaria o OGE2012 - tanto na generalidade como na especialidade, e mesmo sem o conhecer !!. ...)

----Criticas: Ferreira Leite contra política fiscal do Governo. - PJ
(se até uma baronesa do partido no governo crítica... imaginem como se sentem os trabalhadores por conta de outrem, os únicos que aguentam com tudo quanto é imposto... )

---- Crise dá origem a uma nova vaga de emigração. - Destak
(continua em vigor o secular «decreto de servilismo miserável ou ostracismo/expulsão» ... e a 'fogueira' está acesa...)

---- Salários da função pública vão ser todos revistos até ao fim de 2012. -Dinheiro Vivo
(a revisão será para baixo, via alteração de carreiras... mais uma confusão/ guerra do tipo 'dividir para reinar' ... mas, por enquanto nega-se, até porque está à porta a GreveGeral e o Natal cortado...)

---- Protesto global. - Courrier internacional


De .Contra o Fascismo Financeiro... a 23 de Novembro de 2011 às 10:46
Alexandre de Castro disse...

Está a começar a nascer um fascismo de novo tipo, o fascismo financeiro,
que pretende instaurar a nível global o governo único, para melhor perpetuar o seu domínio.
O desespero que está a apoderar-se dos cidadãos gregos, perante a indignade das das draconianas medidas impostas pela Alemanha,
que já não consegue esconder a sua liderança unilateral, escondendo-se atrás da UE, vai estender-se a todos os países, com economias mais frágeis, a começar por Portugal.

O ano de 2012 irá ser trágico para a maioria dos portugueses.
Mas, o mais grave, é que todos os sacrifícios serão inúteis.
Em 2013 será aplicada outra dose letal.

Um sistema não se reforma por si próprio, e, em casos de dificuldade, para sobreviver,não hesita em recorrer a todos os mecanismos repressivos, os financeiros e os de outra natureza.

Para inverter a situação, só a via revolucionária devolverá aos povos a dignidade perdida.

A GREVE GERAL é apenas o início de uma longa caminhada.


Comentar post