De .Políticas de Direita (do PS e PSD/...) a 28 de Novembro de 2011 às 11:23
[comentário a « Mais um da Gui », por Sérgio Lavos, 25.11.2011, Arrastão - e relativo ao:
''Ciclo do endividamento Perpétuo'' com a ''Ajuda'' (dizem eles) do FMI/BCE/CE ...]

CausasPerdidas
Devolvo-lhe a pergunta.
(E que tal contra-argumentar apontando exemplos concretos, ao invés de refugiar-se na ''boca'' fácil ?)

Exemplos:
construir catedrais de futebol em detrimento de equipamentos desportivos mais pequenos e multidisciplinares onde a população possa praticar desporto,
abusar das auto-estradas contra os caminhos-de-ferro,
propor várias linhas de TGV e fechar linhas que mantêm a ligação com o Interior, promovendo o seu despovoamanto e aniquilando a possibilidade da radicação de actividades económicas,
promover o transporte particular e desinvestir nos transportes públicos,
fechar escolas e equipamentos sociais na "província" para promover grandes centros escolares com turmas cada vez maiores, obrigando as crianças a horas de deslocação, não é política de Esquerda.

E depois nomear gestores que se fazem pagar mais que os seus congéneres estrangeiros,
emagrecer quadros de pessoal, despedir trabalhadores e substitui-los por empresas empreiteiras e de aluguer de mão-de-obra precária e mal paga,
destruir empresas públicas e serviços através da má gestão,
enchendo-as de "boys" para depois as privatizar ao preço da chuva
para virem a ser geridas por amigos do partido,
vender monopólios naturais e motores de economia
transformando-os em prestadores de serviços que compram no estrangeiro os equipamentos outrora fabricados em Portugal,
fazer parcerias onde o dinheiro público é esturricado num rendimento máximo garantido aos grupos financeiros, não-industriais,
abandonar o investimento produtivo a favor da especulação,
apostar na mão-de-obra barata (outra vez)
e no fim distribuir dividendos em vez de investir na Investigação e Inovação, desorçamentar os poucos locais onde ela é feita,
desinteressar-se da Qualidade, pedir crédito para manter tudo como está,
criar mais dívida, fazer os outros pagar por isso, não é política de "Esquerda", é de Direita, e radical.

(a 26/11/11 às 18:26)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres