Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

"Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada;

quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores;

quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você;

quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício;

 então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada".

 

Ayn Rand



Publicado por Izanagi às 02:06 | link do post | comentar

2 comentários:
De Suborno, Corrupção, ... e Justiça NADA ! a 16 de Dezembro de 2011 às 09:11
Submarinos - Mais blindado não há


Os submarinos são como as bruxas. Não se vêem, mas lá que os há, há.

Sei que esta é uma daquelas matérias que, quando tocadas neste blog, fazem logo aparecer a contra-informação nas caixas de comentários, coisa que não tem qualquer importância, ou pelo menos que não tem mais importância do que aquela que se pode ler num cantinho qualquer e sem relevância da comunicação social:

«A queixa-crime é omissa quanto a eventuais contactos com membros do governo português da altura ou outros responsáveis portugueses que Adolff tenha propiciado à Ferrostaal para que os alemães pudessem vencer o concurso para aquisição dos dois submarinos do tipo 209 PN, já entregues à marinha portuguesa.

LNT, [0.597/2011], A Barbearia
---------

Caso dos submarinos/Alemanha

Pena pode ser reduzida se arguidos admitirem culpa
por LusaOntem/ DN,16.12.2011


O Tribunal Regional de Munique prometeu hoje aos dois ex-gestores da Ferrostaal, que está a julgar nos casos de vendas de submarinos à Grécia e a Portugal, um máximo de dois anos de pena suspensa, se admitirem a culpa.
[Ex-executivos da Ferrostaal admitem terem pago SUBORNOS (aos gregos e aos portugueses...)]

Quanto à Ferrostaal, que também é arguida, poderá ver o processo arquivado se pagar uma coima de 140 milhões de euros, em prestações, acrescentou o juiz Joachim Eckert, na abertura do julgamento em Munique, capital da Baviera.

O magistrado disse que estão a decorrer desde junho conversações para tentar obter uma conciliação com os dois arguidos, o ex-administrador da Ferrostaal Johann-Friedrich Haun e o ex-procurador Hans-Peter Muehlenbeck, acusados de suborno de funcionários públicos estrangeiros neste processo.

Sobre a tentativa de acordo com os dois arguidos, o juiz acrescentou que "não se trata de fazer nada à porta fechada, mas sim de pôr ordem num processo que pode assumir grandes dimensões".

O acordo consistiria na admissão da culpa, em troca da garantia de que a pena a aplicar a ambos não excederá dois anos de prisão, com pena suspensa.

Segundo o ministério público de Munique, Haun e Muehlenbeck pagaram "luvas" no valor de 62 milhões de euros, entre 2000 e 2007, a dignitários gregos, e também ao ex-cônsul de Portugal em Munique Juergen Adolff para que Lisboa e Atenas decidissem comprar submarinos ao German Submarine Consortium (GSC) e não à concorrência.

A queixa-crime é omissa quanto a eventuais contactos com membros do governo português da altura ou outros responsáveis portugueses que Adolff tenha propiciado à Ferrostaal para que os alemães pudessem vencer o concurso para aquisição dos dois submarinos do tipo 209 PN, já entregues à marinha portuguesa.

A Ferrostaal, em dificuldades financeiras, foi entretanto vendida ao consórcio comercial MPC, de Hamburgo, que pretende sanear a empresa.


De Contra a CORRUPÇÃO. a 16 de Dezembro de 2011 às 09:53
E a rebelião contra a corrupção já chega ... à China!

(-por AG , CausaNossa)

Vejam, que vale a pena ver e ler, a reportagem da BBC World "INSIDE CHINA'S LAND REVOLT" sobre como o PCC perdeu controlo sobre os pescadores da aldeia WUKAN, no Sul da China,
em rebelião contra autoridades corruptas que confiscaram terras para a especulação imobiliária.

Quem disse que o povo chinês continuará a deixar-se amordaçar?


Comentar post

MARCADORES

administração pública

alternativas

ambiente

análise

austeridade

autarquias

banca

bancocracia

bancos

bangsters

capitalismo

cavaco silva

cidadania

classe média

comunicação social

corrupção

crime

crise

crise?

cultura

democracia

desemprego

desgoverno

desigualdade

direita

direitos

direitos humanos

ditadura

dívida

economia

educação

eleições

empresas

esquerda

estado

estado social

estado-capturado

euro

europa

exploração

fascismo

finança

fisco

globalização

governo

grécia

humor

impostos

interesses obscuros

internacional

jornalismo

justiça

legislação

legislativas

liberdade

lisboa

lobbies

manifestação

manipulação

medo

mercados

mfl

mídia

multinacionais

neoliberal

offshores

oligarquia

orçamento

parlamento

partido socialista

partidos

pobreza

poder

política

politica

políticos

portugal

precariedade

presidente da república

privados

privatização

privatizações

propaganda

ps

psd

público

saúde

segurança

sindicalismo

soberania

sociedade

sócrates

solidariedade

trabalhadores

trabalho

transnacionais

transparência

troika

união europeia

valores

todas as tags

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS