Auditoria Cidadã à Dívida

É já depois de amanhã, sábado no cinema São Jorge em Lisboa que se realiza o debate sobre a divida Publica
 

Amanã, sexta, pelas 21h, no Cinema São Jorge,  em Lisboa realiza-se um debate com a participação do Éric Toussaint, do Costas Lapavitsas e da Ana Benavente. É um debate aberto, e a entrada é livre. Temos duas versões do cartaz: uma para a web (blogues, mailinglists), outra para imprimir a afixar onde vos parecer melhor (locais de trabalho, universidades, etc.).

 

Na Convenção de Lisboa vamos debater e discutir em profundidade a Auditoria Cidadã à Dívida Pública. Como se organiza, que âmbito terá, quem a faz. Vamos mandatar a Comissão que a vai fazer e aprovar o seu documento fundador.
Aproveitamos a presença em Lisboa de diversos economistas portugueses e estrangeiros, muitos dos quais estão ou estiveram envolvidos em processos de auditoria cidadã na Europa e na América do Sul, para explorar o que é a Auditoria, porque lhe chamamos Cidadã, porque deve fazer-se agora. Éric Toussaint, Costas Lapavitsas e Ana Benavente vêm desmistificar todo o discurso, que afinal só é novo na Europa: «é inevitável», «andámos a viver acima das nossas possibilidades», «agora temos que trabalhar a sério», «somos preguiçosos». Todos eles conhecem de cor estas frases mentirosas.
Venha saber como se dá a volta à «inevitabilidade». Como é que aconteceu no Brasil, na Argentina, como está a acontecer agora na Grécia.
Quando somos chamados a pagar, temos direito a saber o quê, a quem, quais as condições, de que nos serviu a nós, população, esse dinheiro — e se não nos serviu, quem se serviu dele e porque estamos nós a pagá-lo? No debate de sexta-feira haver espaço para as perguntas da plateia, para que todos possam perguntar o que quiserem. Fomos chamados a pagar, venham tirar as vossas dúvidas.

Obrigado,
Mariana Avelãs


Evento no Facebook: http://www.facebook.com/events/327889977221478/



Publicado por Zurc às 09:03 de 15.12.11 | link do post | comentar |

1 comentário:
De .Pagar ? só o q. é justo. Agiotagem NÃO. a 16 de Dezembro de 2011 às 08:59
Afinal Pagamos ou não pagamos?...

Segundo a comunicação social há grandes diferenças de opinião entre a bancada parlamentar socialista no tocante ao pagamento da dívida soberana, nomeadamente, aos banqueiros alemães e franceses.

Carlos Zorrinho presidente da bancada é pelo cumprimento. Nuno Santos vice presidente admite o não pagamento e vai mais longe dizendo que se deve usar essa arma para renegociar as condições de pagamento dos empréstimos.

Olhando um pouco para as posições dos dois colíderes são nuances atiradas ao povinho em jantares de militantes.

Agora nunca ouvi nenhum dirigente actual do PS defender e bater-se para que se apure o montante da dívida soberana portuguesa, de modo a saber-se e a conhecer-se a identidade dos principais detentores de títulos da dívida, quanto possuem e quanto usufruem por esses títulos.

A dívida é um instrumento de transferência de montantes elevadíssimos dos juros pagos pelos contribuintes para os detentores de grandes montantes de títulos da dívida pública e, por conseguinte, para um desequilíbrio na redistribuição da riqueza gerada.

Como quem tem poder para comprar elevados montantes da dívida são em geral quem beneficia de pagamento de impostos relativos mais baixos, há quem chame a isto o "efeito jackpot" pois, na realidade, do que se trata é de um mecanismo de redistribuição invertido

Era bom, antes deste foguetório, aos dirigentes do PS insistirem no apuramento da situação efectiva.


Etiquetas: Apuramento de Montantes, Credores, PS. Dívida Soberana
# posted by Joao Abel de Freitas , PuxaPalavra


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO