Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

MAIS  TRABALHO ?   NÃO, OBRIGADO !

    As nossas luminosas sapiências da economia e da governação consideram que é preciso trabalhar mais! Na opinião destas eminências pardas os trabalhadores portugueses são pouco produtivos. Por isso lembraram-se de atacar os feriados, as pontes, as férias e, no privado, mais meia hora de trabalho por dia sem pagar mais, ou seja de graça e a seco! Em breve também dirão que os funcionários públicos são uns lordes e que deverão trabalhar mais meia hora, ou trabalhar ao sábado para ficarem iguais ao privado.
    Saberão estes senhores que mais de 400 mil portugueses têm mais do que um emprego (pois os baixos salários não chegam !) o e que uma larga percentagem já trabalha para além das oito horas, em particular nas pequenas empresas? Já se deram conta do horário de muitos quadros de multinacionais e grandes empresas? Olhem para os escritórios de muitas firmas e vejam!
    Por acaso estes sábios já se perguntaram porque é que os trabalhadores portugueses são altamente produtivos na Autoeuropa, na França e no Luxemburgo? Já estudaram devidamente as condições necessárias para que sejamos mais produtivos sem nos cortarem os salários e nos tirarem os feriadinhos que permitem aconchegar a família e dinamizar a economia?
    Já pensaram na importância para a saúde e vida familiar do equilíbrio nos horários de trabalho? Deixem a matéria para a contratação coletiva! Há que travar a todo o custo a apropriação do tempo pelo capital para se impedir o regresso aos tempos esclavagistas!
    E que dizer das azémolas da nova confederação de serviços (Sonae e C.ª) que agora apareceu com propostas inovadoras (?) sobre esta matéria propondo que o horário de trabalho fosse decidido no próprio dia (!!). Ou seja, saio de casa para o trabalho com a minha vida familiar planeada e combinada, pensando em ir às aulas de inglês ou a uma reunião do sindicato e, zás, o chefe logo pela matina diz: «hoje ficas até ás 20 a trabalhar!» E pronto, nada a fazer! Isto seria o quê? Isto seria uma ditadura.
    Portugal não precisa disto!

( Portugal precisa de empresas melhor organizadas e geridas, precisa de investimento em tecnologia, inovação, design, marketing, associação e colaboração... e melhor salários! )

 Portugal precisa dedinamizar a economia, motivar as pessoas, para um maior empenhamento, maior garra, respeito por quem trabalha, pois as empresas não são apenas do capital. Sem a participação motivada dos trabalhadores e a valorização do trabalho não vamos lá! Não vamos não… Trabalhar mais? Não, obrigado!


MARCADORES: , ,

Publicado por Xa2 às 08:16 | link do post | comentar

2 comentários:
De .ESCLAVAgistas próximos do Poder. a 19 de Dezembro de 2011 às 09:22

EXPLORAÇÃO DE IMIGRANTES NO ALENTEJO ?

Desta vez foi o Bispo de Beja Vitalino Dantas que alertou para o facto:
existem indícios de trabalho ESCRAVO no Alentejo afectando imigrantes asiáticos.
Mais grave ainda :
existem INTERMEDIÁRIOS que estão a LUCRAR muito com esses trabalhadores.
Mais:
esses trabalhadores estarão quase a trabalhar noite e dia !
Por fim o Bispo diz que esse tipo de trabalho está a ser praticado em empresas agrícolas recentemente visitadas pelo senhor Presidente da República !

Ora ,o que agora vem dizer o Bispo de Beja reforça o que se diz em surdina e alguns jornais têm vindo de vez em quando a afirmar, ou seja, que existe exploração de imigrantes no Alentejo, nomeadamente tailandeses.
Dizem alguns que esses tailandeses estão contentes, apesar dos horários extremos e dos baixos salários auferidos, para além de condições duvidosas de habitabilidade de conforto !

Por outro lado, os serviços da ACT (inspecção do trabalho) na Região têm afirmado (à comunicação social) que não detectam infracções neste domínio.
Considerando esta situação, não seria bom que outras instituições do Estado nomeadamente o SEF e a GNR efectuassem uma investigação mais profunda da situação.
É que normalmente um Bispo não fala apenas porque ouviu dizer.
Em geral tem informações credíveis sobre o assunto.
Ou será que as ditas explorações de sucesso pertencem a gente influente ?

Sob ponto de vista legal e moral não podemos ficar satisfeitos e sem culpa simplesmente porque eles, os asiáticos, querem trabalhar noite e dia e porque os intermediários e agricultores ganham bom dinheiro com a situação !
Há um regime laboral no nosso País e é no quadro desse regime que todos devem trabalhar !
Portugueses ou estrangeiros !
Não é isso que também queremos para os portugueses no estrangeiro?

(-por A.Brandão Guedes em 18.12.2011 Bestrabalho)


De .Capitalismo/neoliberal SELVAGEM. a 19 de Dezembro de 2011 às 10:15
Os NEGREIROS aproveitam a crise.
(-por Daniel Oliveira, Arrastão, 17.12.2011)


A empresa DELPHI do Seixal está a ''pedir'' aos trabalhadores que passem a fazer 12 horas diárias em regime rotativo.
A medida é justificada com a redução de turnos mas os funcionários TEMEM o DESPEDIMENTO caso não aceitem o acordo.


Comentar post

MARCADORES

administração pública

alternativas

ambiente

análise

austeridade

autarquias

banca

bancocracia

bancos

bangsters

capitalismo

cavaco silva

cidadania

classe média

comunicação social

corrupção

crime

crise

crise?

cultura

democracia

desemprego

desgoverno

desigualdade

direita

direitos

direitos humanos

ditadura

dívida

economia

educação

eleições

empresas

esquerda

estado

estado social

estado-capturado

euro

europa

exploração

fascismo

finança

fisco

globalização

governo

grécia

humor

impostos

interesses obscuros

internacional

jornalismo

justiça

legislação

legislativas

liberdade

lisboa

lobbies

manifestação

manipulação

medo

mercados

mfl

mídia

multinacionais

neoliberal

offshores

oligarquia

orçamento

parlamento

partido socialista

partidos

pobreza

poder

política

politica

políticos

portugal

precariedade

presidente da república

privados

privatização

privatizações

propaganda

ps

psd

público

saúde

segurança

sindicalismo

soberania

sociedade

sócrates

solidariedade

trabalhadores

trabalho

transnacionais

transparência

troika

união europeia

valores

todas as tags

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS