De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 18 de Janeiro de 2012 às 15:42
Na atual conjuntura sócio-económica falar de taxar direitos de autor a quem usa MP3, IPhones e outras novas tecnologias de reprodução digital, não tem classificação na minha modesta opinião.
E quero aqui referir que sou sócio da SPA à mais de 30 anos!
E julgo que os Direitos de Autor e direitos conexos são uma coisa séria. E mais que devia ser levada a sério.
Mas não. Não é isso que na minha opinião tem acontecido. É mais uma sociedadade com bons princípios mas não passa disso mesmo. E uma meira de encher os bolsos a uns quantos de determinadas áreas autoriais e em plena discriminação perante outras áreas... È mais um modelo de instituição que serve pequenos grandes lobbies com quantias diversas para calar a boca e o pensamento a outros tantos. É mais uma instituição à moda do nosso tempo, só que não é nem partido político, nem fundação, nem maçonaria... mas funciona nos mesmos moldes: em benefícios de uns quantos em desprezo por muitos mais. São sinais dos tempos terríveis de falta de ética e de valores que atravessamos~.
Mas voltando ao ínicio do post: falar de txar quem usa as novas tecnologias... é como diria o nosso douto e premiado Eduardo: Pentelhos!
O PS que faça é a sua refundação, tão anunciada quanto desejada. E se não conseguir auto regennerar-se proponho que faça harakiri, ou lá como se diz desse suícidio japónico. E já agora espero que a moda pegue...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres