Maus governantes, demagogia, corrupção, negociatas ...

PURA DEMAGOGIA!

 

A notícia deixaria qualquer um de boca aberta se, por acaso, não estivéssemos há muito em tempos de demagogia! : 

O Secretário de Estado espanhol da administração pública avisou os funcionários públicos do país vizinho de que «era tempo de deixarem de ler o jornal e de tomar café»!

 Impressionante e ao mesmo tempo de um mau gosto e de uma demagogia de se lhe tirar o chapéu! Corrupção e demagogia sapam a liberdade!

Se eu ouvisse esta «boca» a um cidadão qualquer que, porventura, foi mal atendido numa repartição pública, ou ao meu avô que, para além da banda de música e das vinhas, não ia muito em jornais, coisas de doutores obviamente-eu não me espantaria!

Agora ouvir esta frase preconceituosa a um membro do governo de um país com os pergaminhos da Espanha é a prova clara da baixeza a que chegou certa classe política!

Este tipo de afirmação sobre os trabalhadores do Estado não é inédito. Estamos ao corrente dos últimos dez anos em Portugal, desde o governo Durão Barroso, em que teve início um ataque feroz á administração pública em nome da «reforma do Estado». Em nome desta reforma cortou-se nos rendimentos dos trabalhadores, enviaram-se vários para a mobilidade, precarizou-se o vínculo da maioria, tornou-se insuportável a vida dos mais velhos e experimentados técnicos, introduziu-se o pior do privado na gestão pública, nomeadamente um sistema de avaliação monstruoso. Objetivos? Poupar dinheiro, entregar aos privados, nomeadamente consultores, chorudos negócios!

Governantes ainda de fraldas insultavam logo de manhã o brio profissional dos funcionários! Tudo lhe chamaram nesta pátria de Camões! Deram a entender e ainda hoje dão, que os funcionários públicos apenas são um custo! Quem cuida deste país? Quem o limpa? Quem limpa os velhos, trata os doentes nos hospitais, cuida de centenas de milhares de crianças e de jovens nas escolas? Francamente!

Com esta indignação não estou a dizer que os trabalhadores da administração pública são todos excelentes ou mesmo bons funcionários! Que não houve e que não há trabalhadores que prevaricam! Não cabe hoje aqui essa crítica, mas ficará prometida.

Mas francamente, ler o jornal nos dias de hoje, online ou em papel, é porventura um ato indigno e de não trabalho? Tomar um café já é um luxo? Onde estudou esta gente? Em que universidades? Quem foram os alarves dos professores? Por qual cartilha estudaram e que leite beberam em pequenos?



Publicado por Xa2 às 17:00 de 25.04.12 | link do post | comentar |

2 comentários:
De Cumprir péssimo ''Acordo'' social ?! a 25 de Abril de 2012 às 18:31
RASGAR O ACORDO ?

Das notícias vindas a público acerca da reunião da UGT com Passos Coelho sobre o Acordo social (tripartido) podemos retirar algumas conclusões curiosas.
A primeira é que aparentemente o primeiro- ministro veio corrigir a trajetória dos seus ministros, em particular o Ministro da Economia, sobre o Acordo assinado e sobre o valor do diálogo social.

Ou seja os membros do governo atual não valorizam da mesma maneira o papel dos sindicatos na sociedade e o valor da concertação social.
Uns, consideram que o mais importante é falar com os empresários e fazer-lhes a vontade no essencial;
outros consideram que, no contexto atual, é importante atrelar pelo menos uma organização sindical para «estrangeiro ver»!
Poucos ou nenhuns membros deste governo devem considerar efetivamente importante a concertação social e o papel dos sindicatos.
O governo de Passos Coelho vive assim dividido quanto a esta matéria que tem a ver com a coesão social e com a democracia tal como foi gizada na nossa Constituição.
Ele próprio, primeiro -ministro, não deve ser um fã da concertação social!
Está no ADN deste governo a displicência liberal, o enfoque ideológico de que as empresas são os empresários e o capital.
Tudo o resto são fatores de produção.
Este enfoque irrealista pode ser fatal porque poderá tardar o arranque da economia, a melhoria da produtividade e a redução do desemprego.

Será que a cordata posição da UGT vai ajudar o governo de Passos a olhar para estas questões de outra maneira?
Ou será necessário de vez em quando as chamadas de atenção exteriores para o governo ter cuidado com esta matéria?
A posição da UGT, de lembrar o acordo, pode ser incómoda para uma parte do governo que, de forma irresponsável gostaria de não andar com os sindicatos ao colo!
Para eles seria mais fácil governar apenas através de decreto sem as intermináveis reuniões com patrões e sindicatos!
Aliás, tem sido frequente esta atitude.
Assinam um acordo e, passados uns dias, decidem unilateralmente!
Imaturos e convencidos, muitos deles, ainda acreditam que as sociedades se governam por decreto!
Que mal fizeram os trabalhadores portugueses para terem que aturar gente desta na governação?

Publicada por A.Brandão Guedes em


De A.BrandãoGuedes a 25 de Abril de 2012 às 18:06
CONCILIAR VIDA PROFISSIONAL COM VIDA FAMILIAR E SOCIAL?

Está difícil? Muito difícil, sem dúvida!
Até nos locais de trabalho públicos está difícil. Com a crise, desemprego e flexibilidade de horários muito mais difícil se torna conciliar a nossa vida profissional com uma equlibrada vida familiar e social.

A União Europeia não se cansa de produzir retórica sobre o tema mas depois pede que na prática se flexibilizem os horários segundo os interesses da competitividade e das empresas!
A Agência Europeia para a Segurança e Saúde publicou um documento sintese que nos faz o ponto da situação e qual o sentir dos europeus sobre a matéria.São poucas páginas, não se assustem!

VER em:
http://osha.europa.eu/en/publications/e-facts/e-fact-57-family-issues-work-life-balance

(via http://bestrabalho.blogspot.pt/ 17.4.2012)


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO