4 comentários:
De Moka a 9 de Maio de 2012 às 11:03
É só denúncias e indignação... toda a gente sabe destes escândalos e governanços à conta do Zé Povinho, mas ninguém faz nada.
Fazer mesmo. Não é uma tristeza?


De Zé T. a 9 de Maio de 2012 às 15:15

« Moka- É só denúncias e indignação... toda a gente sabe destes escândalos e governanços à conta do Zé Povinho, mas ninguém faz nada.
Fazer mesmo. Não é uma tristeza? »

é triste, ... mas alguns vão fazendo alguma coisa, ex:
ACP - processo a ex-governantes;
DECO - ajuda a sobreendividados e esclarecimentos e desmascarar práticas agressivas/ilegais mercantis;
AIC- Auditoria Cidadâ à Dívida;
M.Soares:- apelo à mudança do PS e de políticas;

e há blogs, vídeos, livros, ... a :
- desmascarar medidas austeritárias de empobrecimento, desmascarar propaganda e mentiras político-económicas (de políticos, jornalistas, comentadores, economistas, empresários, ...),
- desmascarar negociatas/conluios entre políticos do centrão e banqueiros, empresas monopolistas, carteis, PPP rentistas, ...

E ...
HÁ propostas alternativas (em Portugal, no Parlam.Europeu, em Espanha, França, Islândia, ...) de partidos/deputados, de movimentos e associações diversas, de centrais sindicais, ...
Há entidades (novas e antigas) de defesa/apoio a Desempregados, a Precários, a trabalhadores ... a famílias carenciadas, a sem-abrigo, a crianças, ...

É só procurar um pouco ... e encontra alguém/s a tentar fazer alguma coisa ... e não só a fazer-se ouvir ... e de modo gratuito. - aliás até já há voluntariado e caridadezinha a mais e emprego a menos.
A dificuldade parece estar em fazer cedências de parte a parte, em encontrar denominadores comuns, em UNIR esforços e deixar para trás as diferenças e diferendos...


De Moka a 9 de Maio de 2012 às 16:41
Zé T., com o devido respeito, para mim «isso» é treta, é o mesmo que fazer NADA!
É só para entreter o pagode e desculpabizar consciencias...
Mas tem direito a achar que o que refere é fazer alguma coisa... só que eu não «vejo» nada. Não vi ontem, hoje, e não acredito «ver» amanhã, nenhuma alteração ao estado lastimável a que chegámos...
E a culpa, se alguma vez se «fingir» que vai haver culpados (responsabilizados) vai ser do trolha ou do porteiro da AR, como aconteceu no caso do puto que morreu eletrocutado no semáforo de campo Grande.
Mas se o amigo dorme melhor achando que o que referiu no seu comentário é mesmo fazer «algo» quem sou eu para lhe levar a mal?
Mas, a mim, não me convence!


De Miguel Torga a 11 de Maio de 2012 às 16:00
«É um fenómeno curioso: O país ergue-se indignado, moureja o dia inteiro indignado, come, bebe e diverte-se indignado, mas não passa disto.
Falta-lhe o romantismo da agressão.
Somos, socialmente, uma coletividade pacífica de revoltados»
[Miguel Torga]


Comentar post