De .Para 'tachos' c. foto Amiga... a 4 de Julho de 2012 às 13:17
O Bilhim não tem crise

«A Comissão de Recrutamento e Selecção da Administração Pública (CReSAP) foi criada no final do ano passado mas os membros apenas tomaram posse em Abril.
Ao todo, a equipa, constituída por um presidente e três vogais, vai custar aos cofres do Estado 466,2 mil euros, de acordo com as Finanças.
Ficam ainda de reserva oito mil euros para despesas.

A comissão foi alvo de polémica depois da publicação em Diário da República da nomeação de João Bilhim para a CReSAP, que dava conta que o “fiscal das nomeações” ia receber por mês o mesmo que o primeiro-ministro (mais de cinco mil euros).

A pergunta do PS não fazia referência directa aos salários dos nomeados, ainda assim, Vítor Gaspar justificou a opção pelo vencimento mais alto na administração pública:
“Importaria garantir uma remuneração compatível com o currículo, experiência profissional e estatuto remuneratório auferido nas carreiras de origem.”»
[i]

Parecer: Argumento ridículo. «Demita-se o ministro.»


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres