De Metralhas tugas e troicos a 10 de Setembro de 2012 às 13:54

APONTAR ... FOGO !

Retiremos o mandato a quem não nos representa ou Cerquem-se os Deputados e PR, impedindo-os de sair e comer até que legislem a favor do Povo ...

Desesperados,
Não culpem vossas esposas e familiares , não batam nos filhos e parentes ... por não haver emprego nem pão...
os culpados são outros, esses é que devem ser os vossos ALVOS . ... apontem bem ...


De .. a 10 de Setembro de 2012 às 17:56

ALTERAÇÃO DA LEGISLAÇÃO QUE SE IMPÕE

A Assembleia da República tem de deixar de ser um local onde os deputados se valham do poder que exercem para tratarem de negócios dos quais poderão colher dividendos em proveito próprio e partidário no futuro, como está a acontece com alguns dos deputados, para ser, como deve, uma casa onde se discutam os problemas do país e se legisle em favor dos que os elegeram.

A soberania, ou seja, o poder de decidir dos destinos de uma nação está nas mãos da nação que somos nós

A informação desperta as consciências e mobiliza as vontades, façamos circular esta lista.

Pede-se a cada destinatário deste e-mail que o envie a um mínimo de vinte pessoas em sua lista de contatos, e por sua vez, peça a cada um deles que faça o mesmo.

Em três dias, a maioria das pessoas neste país lerá esta mensagem. Esta é uma idéia que realmente deve ser considerada e revista por todos os cidadãos.
-------------------------------------------------------------
Alteração da Constituição de Portugal para 2012 para poder atender o seguinte, que é da mais elementar justiça:

1. O deputado será pago apenas durante o seu mandato e não terá reforma proveniente do seu mandato.

2. O deputado vai contribuir para a Segurança Social de maneira igual aos restantes cidadãos. Todos os deputados (Passado, Presente e Futuro) passarão para o actual sistema de Segurança Social, imediatamente.

3. O deputado deve pagar seu plano de reforma, como todos os portugueses.

4. O deputado deixará de votar o seu próprio aumento salarial.

5. O deputado vai deixar o seu seguro de saúde atual e vai participar no mesmo sistema de saúde como todos os outros cidadãos portugueses.
O deputado irá participar nos benefícios do regime da S. Social exatamente como todos os outros cidadãos portugueses e da mesma maneira.

6. O deputado também deve estar sujeito às mesmas leis que o resto dos portugueses.
O fundo de pensões não pode ser usado para qualquer outra finalidade. Não haverá privilégios exclusivos.

7. Compete à Assembleia da Rpública, entre outros poderes, legislar sobre todas as matérias e conferir ao governo autorizações legislativas.
Por isso, a mesma deve deixar de ser um local onde alguns deputados se aproveitam do poder que lhe foi conferido pelo povo que os elegeu para tratarem de negócios pessoais e partidários, dos quais poderão mais tarde colher dividendos,
porque o que se tem passado com a nossa democracia envergonha-nos, assemelhando-se ao que se passa nas "Repúblicas das Bananas".

8 . Servir no Parlamento é uma honra, não uma carreira. Os deputados devem cumprir os seus mandatos (não mais de 2 mandatos), e, depois, procurar outro emprego.

O tempo para esta alteração à Constituição é AGORA. Forcemos os nossos políticos a fazerem uma revisão constitucional.

Assim é como se pode CORRIGIR ESTE ABUSO INSUPORTÁVEL DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres