Caminhos para a República Portuguesa

      As  hipóteses de Cavaco e a  importância do  Conselho de Estado   (- por  Tiago M. Saraiva )

     Até à próxima 6ª Feira, haverá certamente inúmeros contactos entre Belém, S. Bento, PSD, CDS e PS. Na sequência do Conselho de Estado poderá ser adoptado um de quatro caminhos: 
     1. Ainda que os cavaquistas tenham vindo a terreiro puxar o tapete ao governo de Passos Coelho, Cavaco Silva poderá tentar dar-lhe um balão de oxigénio. Nesta hipótese será provável que Cavaco force, até 6ªfeira, uma remodelação ministerial e ele ou Passos a apresentem ao país. Esta solução tem a grande desvantagem de colar definitivamente Cavaco à governação de Passos, e sabe-se que Cavaco é pouco dado a solidariedades a quem não seja do grupo do BPN, sendo provável que o próprio Presidente da República passe a ser um dos focos da contestação popular – coisa com que Cavaco lida mal. De qualquer forma será sempre uma solução a prazo, enquanto a rua ou o CDS deixarem.
    2. Outra das opções será a do governo de unidade nacional ou de tecnocratas. Já se sabe que o CDS e parte do PSD estarão de acordo, resta saber se Seguro o verá como a única oportunidade para sobreviver na liderança do PS (não assumindo funções de governo mas aprovando as políticas gerais de um governo com umas quantas figuras próximas do PS). Esta opção, provavelmente a que mais agradará a Cavaco, poderá ser dramatizada a partir dos sinais hoje dados por Bruxelas e Merkel (que deverão crescer nos próximos dias) e sob o argumento que “o poder não pode cair na rua”. Por outro lado poderia amedrontar muita gente que contesta as medidas deste governo e diminuir a generalização da luta, por uns tempos. Ao invés teria a desvantagem de clarificar definitivamente as águas, entre quem está contra e a favor da troika o que pasokizaria o PS deixando de haver uma solução eleitoral alternativa no quadro do bipartidarismo. A médio prazo seria inevitável o crescimento eleitoral da oposição de esquerda, nas ruas e nas sondagens.
    3. Convocação de eleições antecipadas. Este poderá ser o coelho da cartola. Independentemente do desgaste, PS/PSD/CDS ainda conseguiriam assegurar uma maioria pró-troika no parlamento. Não sendo de crer que o anti-troikismo, conseguisse que a esquerda fizesse das eleições algo de extraordinário.
    4. Atrasar a decisão. Cavaco pode não conseguir alcançar o consenso para um governo de unidade nacional, pode não conseguir que Passos aceite a remodelação, pode não conseguir convencer Seguro, pode ter receio de ir para eleições e pode não querer ficar conotado com as políticas de Gaspar.       
      Até 6ª feira está tudo em cima da mesa. É preciso continuar a luta.
      No dia 15 de Setembro o país tomou as ruas para dizer BASTA !, naquelas que foram as maiores manifestações populares desde o 1º de Maio de 1974. Exigimos o rasgar do memorando da Troika e a demissão deste governo troikista.
      Se o governo não escuta, que escute o Presidente da República e o seu Conselho de Estado.
      Não, é não !
      Não queremos apenas mudanças de nomes, queremos mudanças de facto. A 21 de Setembro iremos concentrarmo-nos junto ao Palácio de Belém para demonstrar que 15 de Setembro não foi uma mera catarse colectiva, mas um desejo extraordinário de MUDANÇA DE RUMO (e de políticas) !
      A Luta Continua !      Chega  de  'poeira',   Mentiras  e  MEDO  !
Que se Lixe a Troika !   Que se Lixem os Troikistas !     Queremos as Nossas Vidas !
   
 A convocatória do facebook foi criada há vinte e quatro horas e já conta com mais de 5.000 adesões.


Publicado por Xa2 às 13:58 de 18.09.12 | link do post | comentar |

3 comentários:
De .Contra o desGoverno. !!. a 19 de Setembro de 2012 às 10:03

Contra o Governo ou só contra a TSU?

(-por AG , Causa-Nossa, 18/9/2012 )

Matos Correia, um dos "spinners" capazes do PSD, está na SIC-N a vender a tese de que manifestações não foram contra o Governo, só contra a "mal explicada" mudança na TSU, a tal que Passos Coelho agora se diz pronto a modular/modelar...

Sucede que o povo não é parvo:
além da TSU "Robin dos Bosques ao contrário",
este Governo é responsável, mas foge como o diabo da cruz, por prestar contas pela colossal derrapagem no défice e na dívida publica, apesar dos brutais sacrifícios impostos aos portugueses.

Um Governo que é responsável pelo agravar da depressão e pelo disparar do desemprego e que manda os jovens emigrar e a isso também obriga menos jovens.

Um Governo que escandalosamente se demite de se bater pelos interesses nacionais e europeus junto da Troika e de quem nela manda - Itália, Irlanda, Grécia e Espanha reúnem em Roma dia 21, a convite de Monti, mas Portugal brilhará pela ausência !!!

Um Governo incompetente, insensível e desnorteado, que manda às urtigas o consenso social e político que punha a render no exterior.
E que até se dá ao luxo de não se concertar entre parceiros de coligação.

E que "custe o que custar" se obstina em empobrecer os portugueses e afundar Portugal.

Razões não faltam para os portugueses,
com ou sem TSU a transbordar do saco cheio,
se manifestarem a plenos pulmões contra o Governo.


De .Classe média na 'pele' dos Gregos. a 18 de Setembro de 2012 às 16:40

O ''Bom aluno'' morreu

1. Quando o The Washington Post colocou a hipótese de Portugal poder estar perante um «ponto de inflexão»
(capaz de transformar a resignação modorrenta de «uma nação de cinto apertado» numa «explosão de raiva»),
as ruas e as praças ainda não tinham recebido o mar de gente que nelas transbordou.
A hipótese avançada pelo periódico baseava-se apenas nos primeiros impactos, junto da opinião pública, causados pela sequência de episódios que marcou a implosão da maioria PSD/PP;

2. Esta sequência de episódios
(a comunicação do primeiro-ministro ao país; a mensagem suicida do Pedro aos «amigos» do facebook; a conferência de imprensa de Vítor Gaspar; e a entrevista de Passos Coelho à RTP)
concentraram internamente todas as atenções, concedendo particular e justificada relevância à discussão em torno da TSU;

3. De facto, o imperdível (e raro) espectáculo de um governo a imolar-se a si próprio e as convulsões geradas (nos mais insuspeitos quadrantes) pela proposta de alterações à TSU, contribuiriam para dissimular o que seria essencial reter:
o «bom aluno» falhou e falhou de uma forma colossal.
Não porque não tivesse aplicado sobre si mesmo (com todo o zelo e excesso de zelo) a terapia que lhe fora imposta,
mas justamente porque essa terapia é ERRADA e por isso os seus efeitos devastadores se manifestam em maior escala;

4. Num laboratório, quando os resultados - obtidos através de um ratinho que seguiu obedientemente todas as instruções - contradizem uma hipótese, a terapia (e os seus mentores e executores) é posta em causa.
Mas não estamos num laboratório convencional: estamos numa Europa dominada por um pensamento económico obsoleto, criminoso e politicamente irresponsável.
Se o ratinho em que se depositavam todas as esperanças «falhou», o melhor é assobiar para o ar e começar a tratá-lo como se tratam os ratinhos desobedientes.
Para a troika, o bom aluno morreu.
Para os portugueses, a Grécia começa agora a sentir-se melhor na pele.

(-por Nuno Serra , Ladrões de B., 18/9/2012)


De .'polvo' manipula economia e política. a 18 de Setembro de 2012 às 16:31
(-Mauro B. Sampaio):

Que ninguém esqueça . Troika e FMI não são a causa dos problemas em Portugal são Instrumentos Internacionais ,
o principal problema está cá dentro :
políticos , magistrados e banqueiros a trabalhar em conjunto na manipulação da economia .
São criminosos protegidos por políticas do próprio Estado .

Por isso já começaram a dizer que ;
" Telhados de vidros temos todos nós " numa forma encoberta de dizer que somos " farinha do mesmo saco " .
Olhos abertos malta !


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO