Alternativas. O povo que as assuma!

?

Que se lixe a palavra de honra, a repressão segue dentro de momentos.

Um deles, professor que já foi bom aluno, enfiou-nos, durante a primeira leva privatizadora, com o “capitalismo popular”. O outro, aluno exemplar de uma ditosa professora alemã, atira-nos com o capitalismo, também popular, vejam bem, das democracias, chinesa e angolana.

Nem aneis, nem dedos nos restarão. Ficaremos abaixo de um alqueire ou mesmo do limiar de uma rasa de dignidade humana e nacionalista.

Entre um professor, que nunca se engana e raramente tem duvidas, e um aluno de inconfessados interesses fomos entalados por uma camarilha socrática que nos vendeu aos bancos e que, depois de tudo isto, reage só e quando lhes pisam os calos dos seus, intrínsecos, interesses.

Apertados, entre PPPs e a diminuição do número de deputados, até o seu actual líder são capazes de excomungar, não porque este não faça propostas de racionalização dos gastos públicos mas porque ponha em causa mordomias e benesses de certos grupelhos instalados no aparelho partidário e do Estado.

Equilíbrio sim, desde que se mantenham as benesses de certos beneficiados, os intocáveis do costume. Quando assim não seja lá ficam de Costas voltadas à procura de outro líder que lhes seja mais conveniente e conivente.

Ainda há quem me venha com a ladainha de direita e de esquerda quando, de um lado e de outro, nos surgem, demasiadamente frequente, gente que não presta!

Vejam bem, contrariando a opinião da maioria dos eleitores, são alguns sectores (tanto de esquerda como de direita) que recusam a redução do número de deputados e a existência de listas de círculos nacionais, o que permitiria redução de custos e representação mais plural na Assembleia da república.

Enchem a boca de democracia mas não passa de saliva peçonhenta e nada democrática, é o que é. Continuam com a cabeça salazarenta “quem não está do nosso lado é para abater”.



Publicado por DC às 15:37 de 10.10.12 | link do post | comentar |

2 comentários:
De que se lixe a 11 de Outubro de 2012 às 09:17
Que se lixem as regalias adquiridas... Enquanto se hipoteca o futuro dos que ainda trabalham e nos comem o presente à generalidade do povo, os chamados «direitos adquiridos», como por exemplo, as reformas douradas muitas delas sem o tempo real de trabalho prestado, continuam a ser pagas. Ou as Parcerias, Encomendas, Pareceres e outros muitos Contratos indecentemente estabelecidos com alguns privados continuam a ser respeitados (pagos) com enormes custos no presente e endividamenteo futuro.
Denunciemos pois todas essas negociatas e em vez de vender a preços de saldo a pouca riqueza nacional que possuimos como foi a REN, EDP, GALP, etc e as que se preparam para o fazer, nacionalizemos as «Lusopontes» que nos comem as entranhas hoje e nos hipotecam o futuro.


De Traidores e outros moradores a 10 de Outubro de 2012 às 17:38
Neste condomínio que é Portugal, quando os moradores não assumem as partes comuns outros vêm que se apropriam delas. É o que nos está a acontecer, ainda mais com a ajuda de alguns moradores traidores que dizem agir em nome de todos.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO