De Lágrimas, Saudade e ... Pedras. a 19 de Outubro de 2012 às 14:02

sr. PR p.f.

avise-nos quando as Lágrimas e a Saudade também pagarem imposto
então deixaremos definitivamente de ir/ voltar a Portugal !!

Mas a nossa Esperança mantém-se (enquanto existir nevoeiro) :
um moço herói ha-de aparecer e salvará ... algumas pedras das calçadas .


De Há Alternativas, até de centro... a 19 de Outubro de 2012 às 14:59
alternativas ao pacote fiscal

O pacote fiscal contido no OE para 2013 é demasiado violento para as pessoas e para a economia portuguesa cuja crise vai ainda aprofundar-se nos próximos anos, se esta sangria de extorsão de rendimentos ao contribuinte não for estancada. É preciso mudar de agulha.

A única mudança possível é mudar este governo que entrou num beco sem saída, ou melhor ruma a passos largos para lançar o país no precipício.

Mas de dentro do sistema começam a aparecer propostas alternativas.

Ontem, Miguel Cadilhe, cuja apresentação se dispensa, veio defender "a renegociação honrada da dívida", dizendo que isto é diferente do "incumprimento por bancarrota". Honra lhe seja feita, Cadilhe tem esta posição antes da "Tróika".

Em que consiste esta "renegociação honrada da dívida" portuguesa?

Significa a possibilidade de "pelo menos o que excede 60% da dívida "ser pago num prazo muito extenso, quase de perpetuidade" à semelhança do que o País fez em 1891 e cujo pagamento terminou recentemente, e da renegociação de "uma taxa de juro mais suportável". Acrescenta ainda que tudo isto devia ser acompanhado de um "cabaz de medidas estruturantes".

Ontem também o economista Joaquim Miranda Sarmento do ISEG num artigo "Alternativa para 2013" apresenta 12 medidas de cortes de despesa no montante de 2,8 mil milhões de euros, exactamente 4 vezes mais que as que Portas num jogo de cintura veio dizer que vai propor.

As medidas de Joaquim Miranda são muito concretas e apontam onde devem ser os cortes, o que Portas não soube fazer.

Não estou de acordo com todas mas que representa uma excelente base de partida não há dúvida.

--------- Alternativa para 2013 (- por Joaquim M. Sarmento, Diário Económico 18/10/2012 )
http://2.bp.blogspot.com/-AMcHUvnDCcU/UIEzrk84RCI/AAAAAAAAASA/lTuXw2OCNqE/s1600/foex.jpg

É uma alternativa de 12 medidas proposta e um aviso de que o paradigma do orçamento 2013 tem de mudar sob pena de que o ajustamento em 2014 seja bem pior.

Sobre as medidas discordo da fim imediato da ADSE (medida 2). É uma medida a considerar mas tem de ser analisada no contexto mais global de todos os regimes de apoio à saúde que há vários. Concordo com a tendência para a unificação num prazo curto de tempo.
Quanto à medida 5) estou de acordo mas ia mais longe.
Mantinha a isenção na saúde, acrescentava a educação proposto e não isentava de cortes a defesa, segurança e Justiça.
quanto á medida 6) tenho sérias dúvidas, penso que é tema a ser reconsiderado.
Entendo que é uma excelente base de trabalho.

# por Joao Abel de Freitas PuxaPalavra, 19/10/2012


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres