2 comentários:
De [FV] a 20 de Outubro de 2012 às 16:50
Aqui no Luminária por diversas ocasiões reproduzi (copy past) crónicas que Manuel António Pina escrevia no JN. Vai fazer falta o seu olhar lúcido e inteligente sobre o atual panorama político português. É mais uma voz que fazia falta na sociedade portuguesa que se cala precocemente. A vida não é justa e nem sempre bela. Resta a memória e os ensinamentos transmitidos. Aqui fica registada a minha tristeza pelo seu desaparecimento.


De Um beirão de gema a 19 de Outubro de 2012 às 19:16
Manuel António Pina (Sabugal, 18 de Novembro de 1943 – Porto, 19 de Outubro de 2012) foi um jornalista e escritor português, galardoado em 2011 com o Prémio Camões.
O autor licenciou-se em Direito em Coimbra e foi jornalista do Jornal de Notícias durante três décadas, tendo sido depois cronista do Jornal de Notícias e da revista Notícias Magazine.
A sua obra incidiu principalmente na poesia e na literatura infanto-juvenil, embora tenha escrito também diversas peças de teatro e de obras de ficção e crónica. Algumas dessas obras foram adaptadas ao cinema e TV e editadas em disco.
A sua obra está traduzida em França (francês e corso), Estados Unidos, Espanha (espanhol, galego e catalão), Dinamarca, Alemanha, Países Baixos, Rússia, Croácia e Bulgária.
fonte: Wikipédia


Comentar post