De Izanagi a 1 de Dezembro de 2012 às 02:22
Não deixa de ser curioso, como alguns destes nomes, com grandes responsabilidades, pela situação atual do país, e não me refiro só a ex-governantes ou deputados, mas também aqueles que ocupando lugares de responsabilidade em organismos públicos, tais como universidades, ou tribunais, vêm aqui, demagogicamente, protestar.
O seu protesto resulta do receio de verem as mordomias que a democracia lhes proporcionou, diminuírem , para alguns, e extinguirem-se para outros. Mas nem no discurso conseguem ser criativos. Limitam-se a dizer o que o povo anónimo e menos diferenciado, diz na rua.
E como bom demagogo que sempre foram, utilizam muitas palavras mas não apresentam nenhuma solução concreta para o desenvolvimento do país. Redimir-se-iam se ao mesmo tempo que contestam as atuais medidas governativas, apresentassem modelos concretos e viáveis de criação de riqueza, aumentando assim o PIB e reduzindo a dívida e não se limitassem a promover o consumo, num país que importa mais de metade desse consumo, situação que só beneficia as economias que para cá exportam.
As crises podem ter aspetos positivos e um deles é não nos deixarmos enfeitiçar por palavras e exigir pragmatismo.
Chega de alimentar sempre os mesmos.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres