2 comentários:
De .Cidadão vs. semi-escravo. a 12 de Dezembro de 2012 às 16:38
«Não sabíamos» ...
«nunca tinhamos pensado ...»

. A ignorância (tal como o desconhecimento da lei não isenta os cidadãos do seu cumprimento e/ou consequências...) não serve de desculpa a cidadãos de maioridade e 'aptos' ...

.se os indivíduos têm direito a Votar e a ser eleitos, têm toda a Responsabilidade ... pelo que os dirigentes políticos (eleitos 'democraticamente' ou 'assim-assim') da sua autarquia e do seu País fazem, não fazem ou deixam fazer ...
pelo que desperdiçam, mal-gastam, desviam, roubam/dão a amigos, ... e lhe acabam por retirar os bens e Direitos que antes eram 'intocáveis' (incluindo o de cidadania plena, de voto, de greve, de trabalho, de educação básica, de saúde, de liberdade de expressão, ...).

. Se alguém Não Vota ou Vota em branco ou nulo ou ou delega noutro o seu voto ou não comparece nas reuniões de informação e decisão ... sujeita-se às decisões que forem tomadas por outros.

. Se alguém não se candidata ou vota 'mal' ou se abstem ou se esconde ou sai do país (por muito válidas que sejam as suas prioridades ou razões pessoais) ... deixa que os piores que ele/a os governem (e se governem); na prática está a optar ser um «cidadão de segunda» e ... , por isso, ou «passa à acção directa»/revolucionária ou sujeita-se à subserviência, à semi-escravidão, à caridadezinha, ... como mansos indefesos de quem se pode abusar à vontade.

. Portanto já sabe:
se é masoquista, alienado, desinteressado da política, parvo, incapaz, mentecapto, burro ... será tratado como tal.

Zé T.


De Gestão do condominio, pois claro a 12 de Dezembro de 2012 às 18:14
Concordo, plenamente, com o exposto por Zé T.

É como gerir um condominio seja ele fechado ou aberto, pois claro


Comentar post