De .30 -24- 12- ...-0. de indemnização !?!! a 13 de Dezembro de 2012 às 09:52
Um País Possível - de Manuel Alegre à CGTP
(-por ANossaCandeia)

[«Tudo é ousado para quem a nada se atreve.» - Fernando Pessoa, poeta e escritor, séc.xix / xx. ]

Em Portugal, o pensamento escreveu-se sob a forma de Poesia... nos tempos que correm, como acabámos de constatar na entrevista de Manuel Alegre à RTP 1, a lucidez política renasce nas palavras do Poeta... destaco o sentido de uma expressão lapidar de M.Alegre sobre
os princípios subjacentes à atual governação portuguesa que, afinal de contas,
coloca os "credores" acima do interesse nacional!...

entretanto, para além da referência crítica às opções estratégicas de privatização da RTP e da TAP que, de modo elucidativo, sintetizou, M. Alegre abordou incisivamente
as consequências do Tratado de Maastricht enquanto contrárias ao espírito europeu que integrámos e

tirou o véu ao projeto ideológico ("não escrito"!) em que assenta a ultrapassada dicotomia cartesiana entre o Norte e o Sul que o pan-germanismo financeiro nos vai impondo...
neste contexto analítico, vale a pena evocar, também, aqui, o que hoje disse Arménio Carlos sobre a nova revisão da legislação laboral.

------- CGTP contra redução das indemnizações por despedimento para 12 dias

(-por Sandra Henriques, 12 Dez, 2012, www.rtp.pt )

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, considera inaceitável a proposta do governo de redução do pagamento das indemnizações por despedimento dos atuais 20 dias para 12 dias por cada ano de trabalho.

Arménio Carlos defende que a medida visa apenas reduzir os rendimentos dos trabalhadores e transferi-los para o capital.
O líder sindical acredita que NÃO vai haver um acréscimo de competitividade das empresas, mas sim um aumento do desequilíbrio nas relações entre trabalhadores e empregadores.
O dirigente da CGTP alerta ainda que na prática vai haver implicações sobre as receitas fiscais e sobre a Segurança Social, que vai ter menos dinheiro.

--------
UGT não aceita que indemnizações por despedimento sejam reduzidas para 12 dias por ano de trabalho.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres