De Manifestar e reprimir a 21 de Janeiro de 2013 às 11:29
Manifestação
(-por Miguel Cardina, Arrastão)

A PSP reprimiu com gás pimenta uma manifestação de rapazes e raparigas, entre os 12 e os 15 anos, que em Braga protestavam contra a criação de um mega-agrupamento.
Descartando a ideia de se ter tratado de descontrolo policial, a estrutura afirma em comunicado que o ataque foi medido de modo a evitar "uma intervenção mais musculada".

Fica a dúvida acerca do que se refere a PSP.
Varrer à bastonada os menores? Disparar sobre eles?
Cercar e deter a manifestação?
E que acções subversivas terão os jovens desencadeado para que se produza semelhante ameaça?
Seria importante ouvir o que os responsáveis políticos têm a dizer sobre o assunto.
Miguel Macedo também acha que a acção foi justa? Abrirá um inquérito?
E agora entre nós:
não é incómodo, mesmo que da boca da polícia, ouvir-se desvalorizar a ideia de manifestação como uma "anormalidade" que urge conter e reprimir,
em lugar de esta ser entendida como um direito fundamental a uma vida democrática rica e participada?


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres