De Cordas partidas a 17 de Fevereiro de 2013 às 22:18
A corda estica mas não parte, diz o Coelho. deve estar a referir-se ao governo porque para muitos portugueses já partiu quando ele destruiu os seus postos de trabalho ou reduziu as suas pensões cujas capitalizações foram roubadas para equilibrar os orçamentos esbanjadores .
Cada povo tem os governos que erscolhe e os políticos que merece.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres