De .PS-3ªv. namora Direita será mini-Pasok. a 22 de Fevereiro de 2013 às 17:33

[ O Grande Zoo
"Entre os animais ferozes, o de mais perigosa mordedura é o delator; entre os animais domésticos, o adulador". Diógenes Laércio ]
------------

21/2/2013

MODERE-SE A MODERAÇÃO !

Fico desvanecido com a sucessão de altas vozes dentro da área socialista a torcerem o nariz a alguma vozearia CRÍTICA que tem assolado em público alguns circunspectos expoentes do actual Governo.

Será uma sensibilidade ultra-sensível a enviar uma mensagem subliminar oriunda das mais celestiais virtudes? Se assim for, eu um insensível curvo-me respeitosamente, em face deste tão subtil perfume democrático.

Mas esta velha costela de cepticismo de um lusitano inveterado deu-me logo sinal.
E se, pelo contrário, estamos afinal perante uma mensagem cifrada também subliminar que, através das entrelinhas discretas do não-dito,
quer afinal comunicar aos poderes fáticos e aos reservatórios de capatazes da direita, por agora mais ou menos suavemente críticos,
a sua generosa disponibilidade para um matrimónio secreto que possa, em caso de necessidade, surgir à luz do dia?

Que os adoradores ocultos da falecida "terceira via" tenham saudades de uma subalternização ostensiva em face dos poderes de facto e da direita, eu até posso compreender, mesmo sem aceitar.
Que achem que podem fazer com que o povo socialista se limite a ronronar uns protestos, se essa malfadada aliança com a direita for tentada, parece-me delirante.
Não, não será mesmo um passeio.
Ou então ficará aberto o triste caminho do redimensionamento “pasokiano” do PS (reduzido a uma insignificância de direita travestida),
talvez então finalmente expurgado de socialistas e convertido numa espécie de sacristão laico de uma santa direita, só então piedosamente fruidora da liberdade de poder ser “pimba”.

Há casos em que a moderação, mesmo melíflua, em vez de ser o sinal virtuoso de quem voa alto, é o sintoma mole de quem se põe debaixo da mesa.

Acham que o povo irá buscar alguém debaixo da mesa para o guiar na resistência aos vendavais ?

(-por Rui Namorado )
-----------

--- Anónimo disse...
Penso que a chamada " 3º via " de Tony Blair não tem qualquer implantação nas bases do PS Portugues

--- Rui Namorado disse...
Mas várias direcções a copiaram sem o confessar.
Também acho que os militantes do PS na sua larga maioria não são seguidores dessa via ,
mas não estou certo que os automatismos defensivos do aparelho partidário não abram a porta a quem a queira recuparer, repito,
sem no entanto o confessar.


De .ACORDA largo do Rato / PS. a 22 de Fevereiro de 2013 às 17:51
Artur Santos Silva tem razão em quase tudo o que disse depois de os estudantes terem corrido com o falso doutor da sua universidade, só não tem razão quando manda acordar Belém.
Tanto quanto se sabe o maior partido da oposição é o PS e o seu líder é Seguro.
Tanto quanto se sabe Seguro esteve calado durante todas as revisões do memorando feitas nas sua costas, não discordou frontalmente das medidas mais brutais limitando-se a defender meias doses de inconstitucionalidades, só quando o seu próprio cargo esteve em perigo Seguro deu uns guinchinhos armado em grande opositor.

Não é Belém que tem de acordar, é o Largo do Rato, a verdade é que apesar de tudo Cavaco até tem incomodado mais o Passos Coelho do que o Seguro e se alguém questionou os princípios da política económica do Gaspar foi Cavaco e não Seguro.

O PS é que precisa de acordar e perceber que quando não se é oposição é-se uma espécie de ala de namorados do governo
e é esse o papel que até aqui foi desempenhado pela liderança do PS.
Ou já se esqueceu de um extremista que para além de tudo o que o governo tenciona destuir ainda sugeriu a destruição total e imediata da ADSE.
Pois é, esse extremista não é nem da extrema-direita nem do governo, é um braço direito de Seguro.

«"Algo se passa no palácio de Belém. Nós temos o desemprego no nível que temos, temos o PIB a cair, as insolvências, suicídios de empresários da restauração,
vemos com os nossos olhos membros do governo serem ameaçados e o Presidente da República não diz nada?
Este clima de exasperação que se sente nas pessoas não merece uma palavra de intervenção, uma palavra responsável do Presidente?",
questiona, classificando "este silêncio de incompreensível".

O ex-ministro de Sócrates ironiza e recomenda assim que "alguém envie para Belém" a canção 'Acordai', alertando que a situação pode tornar-se mais violenta:
"Estas reacções inorgânicas podem ser explosivas.
Por enquanto, ainda só se chama gatuno.
Um dia destes, se isto não pára, querem bater no ministro", vinca.

Tendo por referência o protesto desta terça-feira contra Miguel Relvas, o comentador da TVI24 considera que "este clima e estes comportamentos que estão um pouco na margem do sistema democrático também
existem porque há um défice de representação politica e de projecção politica dos protestos, dos medos, das raivas, das angústias que as pessoas estão a sentir
porque não vêm nenhuma luz ao fundo do túnel".» [DE]
------------------

A ingenuidade do PS
...
Agora a economia está à beira do colapso, Gaspar já pediu mais dinheiro e agora pede mais tempo para poder continuar a despedir, a destruir e a forçar à emigração.

Perante isto o PS festeja aquilo a que designa por pirueta de Vítor Gaspar, qual pirueta?
o ministro não disse que ia mudar de política, não prometeu aliviar a austeridade, não jurou passar a repeitar e a cumprir a Constituição.
, limitou-se a dizer que ia haver mais do mesmo durante pelo menos mais um ano.
Primeiro inventou ou criou desvios colossais para justificar as medidas que sempre achou que deviam constar no memorando,
agora pretende eternizar estas medidas.

Que motivos terá o PS para rejubilar com esta suposta pirueta.

(OJumento)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres