De http://right2water.eu/ a 15 de Abril de 2013 às 10:26
----- A. Pedro diz: 18/03/2013

Muito bom, como sempre, o dossier no tretas.org.
E, para que não restem dúvidas sobre a gravidade/actualidade do assunto, eis o primeiro parágrafo:

“Várias organizações mundiais, não eleitas, vêm há décadas a esta parte a promover de forma agressiva a privatização da água.
Por exemplo, o World Bank condicionou os empréstimos a países do terceiro mundo à privatização dos sistemas de abastecimento de águas e de saneamento de águas residuais.”

------- mb diz: 18/03/2013
“um dia privatizarão o sol e o ar respiramos” parece surreal mas acho que já faltou mais.
Ainda vamos ter de pagar um imposto de circulação a pé na rua, vamos andar com um selo na testa a comprovar o pagamento..

----- Lagartces diz: 19/03/2013
Portugal tem um problema grave de falta de coordenação entre iniciativas com o mesmo objectivo:

Não deixe que a água deixe de ser pública! Porque a água é, e deve continuar a ser, de todos e não de alguns, assine:

- a Iniciativa Europeia de Cidadãos pelo Direito à Água em http://right2water.eu/
- a Iniciativa Legislativa de Cidadãos Água é de Todos em http://www.aguadetodos.com/content/view/77/41/
- a Petição Privatização da Água a Referendo em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N11644

Junte-se a
- https://www.facebook.com/events/590557837626515/
- https://www.facebook.com/events/341146649323941/


De .Monopólio de sementes e patentes. a 16 de Abril de 2013 às 14:28
Um milhão contra as patentes da Monsanto em 36 horas!
Vamos construir a maior petição que já existiu para parar a Monsanto. Assine agora e envie para todos!

Caros membros da Avaaz,

É inacreditável, mas a Monsanto e outras empresas deram as caras novamente. Essas GANANCIOSAS empresas de BIOTECNOLOGIA encontraram uma maneira de ter CONTROLE exclusivo sobre as SEMENTES da vida: a fonte dos nossos alimentos.

Mas se mantivermos a pressão sobre alguns países da Europa, podemos impedir esse ataque à nossa comida. Ajude a construir o maior protesto em defesa dos alimentos que já existiu clicando aqui:

É inacreditável, mas a Monsanto e outras empresas deram as caras novamente. Essas empresas de biotecnologia sedentas por LUCRO encontraram uma maneira de ter controle exclusivo sobre as sementes da vida, a fonte dos nossos alimentos.

Eles estão tentando adquirir patentes sobre as variações dos vegetais e frutas usados em nosso dia-a-dia, como pepinos, brócolis e melões, praticamente forçando os produtores a indemnizá-los por essas sementes e ameaçando-os de processos se assim não o fizerem.

Mas podemos impedí-los de comprar a nossa Mãe Terra.
Empresas como Monsanto descobriram falhas na legislação Europeia para terem direito exclusivo sobre sementes convencionais, portanto precisamos fechar esses buracos antes que isso se torne um precedente global.
E, para isso, precisamos que países como Alemanha, França e Holanda -- onde a oposição está ganhando corpo -- peçam uma votação para acabar com os planos da Monsanto.
A comunidade da Avaaz já mudou o curso de decisões de governos antes, e podemos fazer isto novamente.

Muitos fazendeiros e políticos já são contra -- só precisamos agora adicionar um pouco do poder popular para colocar pressão nestes países e manter as mãos da Monsanto longe da nossa comida.
ASSINE agora e compartilhe com todos para assim criarmos o maior protesto em defesa dos alimentos que já existiu:

http://www.avaaz.org/po/monsanto_vs_mother_earth_rb/?bSmLncb&v=24004

Uma vez que uma PATENTE passa a existir em um país, os acordos de comércio e negociações internacionais geralmente fazem com que outros países também se comprometam.
É por isso que essas patentes transformam todo o modo como a nossa cadeia alimentar funciona: por milhares de anos, os agricultores podiam escolher quais sementes usariam sem se preocupar se seriam processados por violar direitos de PROPRIEDADE INTELECTUAL.
Mas agora, as empresas estão patenteando as sementes e obrigando os agricultores a pagarem taxas de 'ROYALTIES' exorbitantes.
E os agricultores não podem nem mesmo guardar as sementes patenteadas para replantar na próxima estação:
a Monsanto processou centenas deles por praticar a arte milenar de economizar as sementes de uma colheita para usá-las no ano seguinte.
A Monsanto e outras empresas afirmam que as patentes impulsionam a inovação, mas na verdade elas criam um MONOPÒLIO corporativo da nossa COMIDA.

Felizmente, o Instituto Europeu de Patentes, controlado por 38 estados-membros, cada um com direito a um voto, pode dar um fim a essas perigosas patentes dos alimentos que são produzidos usando métodos convencionais.
Até mesmo o Parlamento Europeu já emitiu um comunicado opondo-se a estes tipos destrutivos de patentes.
Agora, uma enorme onda de protesto da opinião pública pode pressioná-los a banirem o patenteamento dos nossos alimentos diários de uma vez por todas.

A situação já é bastante terrível -- somente a Monsanto possui 36% dos tomates, 32% dos pimentões e 49% das variedades de couve-flor registradas na UE.
Com uma simples mudança regulatória, poderemos proteger nossa comida, nossos agricultores e nosso planeta do controle das grandes empresas privadas -- cabe a nós impedi-los:

http://www.avaaz.org/po/monsanto_vs_mother_earth_rb/?bSmLncb&v=24004

A comunidade da Avaaz nunca teve medo de se opor ao controle das nossas instituições pelas grandes empresas privadas.
Lutamos contra a MÀFIA de Rupert Murdoch e ajudamos a garantir que as empresas de TELECOMUNICAÇÔES não colocassem suas garras em nossa Internet.
Agora é a hora de defender nossa cadeia de produção alimentar do controle das corporações.

Com esperança e determinação,


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres